.

.

.

.

.

.

Em Custódia, Vereador Cristiano Dantas denuncia calamidade na saúde pública.

Em abordagem na Câmara de Vereadores, na Sessão desta terça feira 14, o vereador Cristiano Teixeira Dantas, foi alertar que o serviço de saúde oferecida pelo município de Custódia está em estado terminal.

Segundo ele, a sala de cirúrgica do Hospital municipal não é prioridade, nada de aquisição de equipamentos para melhorar o serviço de saúde ou para reabrir a Sala Cirúrgica foi oferecido. A Maternidade deixou de ser prioridade da Unidade Mista Elizabeth Barbosa – Hospital municipal. Um hospital onde médica prescreve fenergan, um antialérgico, para paciente com pressão alta e recomenda levar criança com meningite ao “rezador”. 
Procurando sinais de compra de equipamentos para melhoria do hospital, Cristiano Dantas localizou uma publicação no Diário Oficial dos Munícios – AMUPE, onde  a secretaria de saúde pretende comprar INCRIVELMENTE R$ 382.450,00 em TECIDO, ou seja, quase 400 mil, que daria pra fazer: 25.496 forros de cama (R$ 15,00 cada) , ou 5.463 jalecos (R$70,00 cada). -"E equipamento para sala de cirúrgica, fardamento dos ACE e ACS, nada!" Alerta ele.
Foi publicado também, um contrato para compra de cadernos de leituras, no valor de R$ 1.239.245,00, (Hum milhão, duzentos e trinta e nove mil, duzentos e quarenta e cinco reais) e, os professores presentes a Sessão  declaram que não viram esse material ser distribuído, até o momento.
O vereador afirma ainda que o prefeito Manuca enviou mais um Projeto de Lei danoso ao servidor, agora o gestor quer limitar os acordos administrativos e transacionar em processos judiciais, determinando que onde o município for réu poderão ser acrescidos de até 20 % do valor principal a título de atualização monetária ou indenização( art. 2º , parágrafo único). É uma tentativa de retirar direitos dos servidores que estão por receber a remuneração de dezembro de 2012 e outras ações semelhantes.
-"É outro projeto contra os servidores. Sobre a nossa posição em relação ao projeto, alertei aos colegas vereadores: quando sabemos que é veneno, não podemos beber. O que estamos esperando é o PLANO DE APLICAÇÃO DOS RECURSOS PROVENIENTE NO FUNDEF, é uma determinação dos órgão de controle. O que falta no prefeito é transparência em suas ações, respeito as leis e ao povo de Custódia, em especial aos servidores". Disse.
-"Destaquei, que o legislativo representa de forma máxima a democracia.Temos que fiscalizar e evitar o mau uso do dinheiro público. Agradeço a Deus por ser livre e ter lucidez pra tomar a decisão que entendo ser correta, sem temer perder regalias no governo municipal". Concluiu Cristiano Dantas.

Anterior Proxima Página inicial