.

.

.

.

.

.

Casal de pilotos Afogadenses Alessandro Vieira e Maria Duarte ficam entre os 3º lugar na Modalidade Production T2 do Rally dos Sertões


Depois de passar oito cidades de quatro estados nos últimos sete dias, a edição 2018 do Rally dos Sertões chegou ao fim neste sábado (25). O ponto de chegada foi em Fortaleza. A partir das 16h, os veículos completaram o percurso em uma pista de 320 metros no aterro da Praia de Iracema. Desde o início da semana, uma estrutura foi montada para receber o público, que pode acompanhar, de forma gratuita, a festa dos campeões no pódio, com direito a show de luzes no final da prova.

A organização do evento disponibilizou ainda um painel de LED com 7x4 metros, onde foi possível seguir a chegada e ter informações sobre os pilotos, além de ver imagens da atual edição do rali. Considerado o maior rali do País e uma das maiores provas fora de estrada do planeta, o Rally dos Sertões desembarcou na capital cearense para uma chegada pela 7ª vez em sua história, em 26 anos de prova. 
"O Ceará é o estado com mais chegadas na história do Rally dos Sertões. É a 10ª vez no total, porque tivemos também chegadas em cidades do interior. Em Fortaleza não vínhamos para a chegada desde 2012. Os pilotos já vinham cobrando que a gente fizesse uma chegada em praia. Então, não poderíamos escolher um local melhor do que Fortaleza e do que o Aterro, que todo mundo conhece, como local de espetáculos e shows", afirmou  Roque Mendes, um dos organizadores do Rally dos Sertões.

O rali teve início no último sábado, com largada em Goiânia com a participação do casal de pilotos Alessandro Vieira e Maria Duarte, Odontólogos da cidade de Afogados da Ingazeira, no sertão de Pernambuco, únicos representantes do estado pernambucano na competição. De lá os competidores seguiram, de forma sequenciada, pelas cidades de Formosa (GO), Posse (GO), Luís Eduardo Magalhães (BA), Barra (BA), São Raimundo Nonato (PI), Juazeiro de Norte (CE), de onde seguiu até Fortaleza. O percurso total foi de mais de 3.600 km.

A prova contou com competidores de todo país, divididos em em cinco categorias: Carros, Motos, Quadriciclos, UTVs e Regularidade.  O casal de Afogadenses terminaram a prova na 24ª colocação geral e em 3º lugar na sua modalidade PRODUCTION T2, um excelente resultado.
Alessandro Vieira e Maria Duarte começamos a pensar no projeto sertões 2018 1 ano antes.
"Quase desistimos com a perda da minha mãe Maria Rita em dez de 2017. Esse projeto me ajuda até hoje nessa superação além da comunhão de um sonho junto com minha esposa.
   Givaldo Carvalho- piloto experiente e mecânico ninja. Além de ser o estrategista junto com Jorge navegador e Paulo Fafaiol.
   Jorge Santana- Navegador experiente e quem ensina até hoje técnicas de navegação. 
   Paulo Fafaiol - o preparador renomado de suzuki jimny em rallys de Portugal e estrategista. Além de nos defender junto às pessoas que tiveram a intensão de nos prejudicar.
   Araújo - mecânico experiente e amigo.
   Lula- quase chefe de equipe. Toma conta de tudo e mais alguma coisa.
   Luciano- o motorista do motorhome que além de dirigir ainda ajudava em tudo.
   Henrique Siqueira- fisioterapeuta e organizador de tudo que necessitava durante o rally.
   Ana- educadora física 
   Flaviano Martins- piloto experiente e providenciador de tudo q precisava.
Na retaguarda:
   Maria Eugênia- orientações nutricionais.
   Adeildo Santos- documentações e pagamentos.
   Márcia- cozinheira e assistente em congelamento de alimentos". Postou Dr. Alessandro.

Anterior Proxima Página inicial