.

.

.

.

.

.

.

.

‘Rombo’ do governo Paulo Câmara com Serra Talhada chega a R$ 1,5 milhão, revela secretária de Duque

Há três anos sem fazer o repasse constitucional para despesas com a compra de remédios e outras ações na área de saúde, o ‘rombo’ gerado pelo governo Paulo Câmara com Serra Talhada já ultrapassa R$ 1, 5 milhão.
A afirmação é da secretária de Saúde, Márcia Conrado, que durante entrevista ao programa Frequência Democrática, na rádio Vila Bela FM, anunciou que vai ao Recife, na semana que vem, para cobrar do secretário Iran Costa (Saúde) respostas sobre a dívida.
“Vamos discutir os repasses atrasados com os municípios. Para Serra Talhada, o governo do Estado tem que repassar mensalmente para a assistência farmacêutica e PSFs. Não recebemos nada em 2014, nada em 2015, nada em 2016 e em 2017 só recebemos apenas três parcelas e em 2018 não recebemos nada. O estado nos deve mais de R$ 1, 5 milhão e ai o município vem bancando. É dinheiro pra compra de remédios e a contrapartida dele (Governo de Pernambuco) na atenção básica”, explicou Márcia Conrado.
Durante o programa, a secretária exaltou a parceria com a XI Gerência Regional de Saúde (Geres) e disse que, em breve, Serra Talhada terá boas notícias na área da hemodiálise.
Farol

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial