.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Papa pede humildade à Igreja em dia dedicado a refugiados

papa Francisco pediu nesta segunda-feira, durante a homilia da primeira missa de 2018 na Basílica de São Pedro, que a Igreja Católica seja “humilde, pobre de coisas e rica de amor”.

O pontífice celebrou a primeira eucaristia do ano em um dia no qual a Igreja Católica celebra a 51ª Jornada Mundial da Paz, para a qual Francisco escreveu uma mensagem de crítica aos que fomentam o medo entre os imigrantes.

Na carta, antecipada pelo Vaticano em novembro, o papa rejeita os líderes que provocam o medo nos imigrantes com fins políticos, por acreditar que essas ações só criam racismo e violência.

“Os que fomentam o medo entre os imigrantes, em algumas ocasiões com fins políticos, em vez de construir a paz semeiam a violência, a discriminação racial e a xenofobia, que são fonte de grande preocupação para todos aqueles que levam a sério a proteção de cada ser humano”, escreveu o pontífice.

Na mensagem, que neste ano foi intitulada “Imigrantes e refugiados: homens e mulheres que buscam a paz”, Francisco alertou que as migrações globais continuarão “marcando nosso futuro”.

O papa também pediu aos fiéis reunidos no Vaticano para deixarem os “fardos do passado” para trás e começarem o novo ano focando no que realmente importa. 

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial