.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Médica denuncia pelo Facebook descaso do governo de Paulo Câmara com hospitais de Pernambuco

Blog da Noélia Brito
A médica Renata Paula Ribeiro Coutinho postou em seu Perfil no Facebook graves denúncias de que nos principais hospitais públicos do Governo do Estado de Pernambuco estariam faltando diversos medicamentos, inclusive para "dor forte". A médica denuncia, ainda, que em hospitais como o Getúlio Vargas, a emergência estaria fechada.

No Hospital da Restauração, denuncia a médica, "única emergência do Estado de Pernambuco aberta 100%, sem parar, porém, tb sem ser abastecida de medicamentos para tudo. Falta medicação para dor forte (Tramal/ Morfina), antiinflamatorios para dor moderada ( Profenid/ Tenoxican), só tem Dipirona. Falta Hidantal para manutenção e controle de crises convulsivas. Faltam fios de suturas para cirurgias de grande porte. Faltam luvas descartáveis. E cada plantão tem luvas contadas para trabalhar. Faltando antibióticos importantes como Tazocin, Metronidazol, etc. Tem uma lista de medicações que tem e que não tem naquele dia."

Segundo a médica Renata Coutinho, no Hospital da Restauração, "A nova sala de Tomografia não tem paredes com isolamento e proteção para radiação, jogando raio para pacientes e funcionários o tempo todo." Além disso, a limpeza seria precária e o ambiente totalmente insalubre e sujo. Até o momento em que fazíamos esta matéria, a postagem da médica já havia alcançado a marca de 3.073 compartilhamentos entre os internautas que possuem contas na Rede Social Facebook (Acesse AQUI):

"É imensamente triste o descaso com que o Governador Paulo Camara, Secretário de Saúde e a atual administração do Estado de Pernambuco estão conduzindo os Hospitais públicos. E não devemos aceitar a desculpa de que o Brasil todo está assim! Cada estado tem a sua capacidade própria de produção e administração. 
Hospital Getúlio Vargas -EMERGÊNCIA FECHADA E ELETIVAS QUE CAPAM ambulatório com capacidade obrigatoriamente reduzida.
Hospital da Restauração - única emergência do Estado de Pernambuco aberta 100%, sem parar, porém, tb sem ser abastecida de medicamentos para tudo. Falta medicação para dor forte (Tramal/ Morfina), antiinflamatorios para dor moderada ( Profenid/ Tenoxican), só tem Dipirona. Falta Hidantal para manutenção e controle de crises convulsivas. Faltam fios de suturas para cirurgias de grande porte. Faltam luvas descartáveis. E cada plantão tem luvas contadas para trabalhar. Faltando antibióticos importantes como Tazocin, Metronidazol, etc. Tem uma lista de medicações que tem e que não tem naquele dia.
Outra coisa gravíssima que merece ser divulgada: A nova sala de Tomografia não tem paredes com isolamento e proteção para radiação, jogando raio para pacientes e funcionários o tempo todo.
Limpeza - Precária - ambiente totalmente insalubre e sujo .
Superhiperlotação porque como não pode parar , absorve de todos os lugares do Estado.
Hospital Barão de Lucena - atendimento fechado para emergência. Fechado para ambulatório pacientes novos. Fichas infinitamente diminuídas. Salas de cirurgias fechadas por falta de material. Todos os setores com falta de materiais necessários para o atendimento adequado. 
A ordem do governador e consequentemente dos seus diretores é gastar o mínimo possível. ESTADO FALIDO!
AGORA DINHEIRO PARA SHOWS, CAMPANHA POLÍTICA E CALAR A BOCA DA MÍDIA TEM.
SOCORRO ! É O QUE PEDIMOS TODOS OS QUE TRABALHAM NA SAÚDE E DIVULGUEM E VAMOS EXIGIR MELHORAS. O POVO TEM QUE LUTAR POR SEUS DIREITOS URGENTE E INCANSAVELMENTE."

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial