Pernambuco enfrenta aumento no número de assassinatos e violência doméstica em outubro

O estado voltou a registrar crescimento no número de assassinatos no mês de outubro. Segundo dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social, foram 432 mortes notificadas. Em setembro, foram 410. Os casos de violência doméstica também cresceram. No último mês, foram 2.975, em setembro, 2.701. Por outro lado, a resposta dos investimentos em segurança pública já começa a ser percebida. A polícia prendeu 226 suspeitos de homicídio em outubro, 37 detenções a mais que em setembro, o que representa um aumento de 19,5%.
"Apesar de ainda não termos obtido um declínio mais acentuado dos homicídios, depois de sairmos da casa dos 500 por mês, como ocorreu em março e abril deste ano, estamos prendendo cada vez mais homicidas e desarticulando grupos de extermínio. Considerando janeiro a outubro de 2017, são 1.998 assassinos presos”, disse o secretário Antônio de Pádua.
A secretaria destacou que ampliou, em outubro, a base de dados para consulta pública em seu site (www.sds.pe.gov.br), “ratificando o compromisso com a transparência”. A novidade é a publicação das estatísticas de roubos a ônibus e as motivações dos crimes violentos letais intencionais (CVLIs), assim como a condição penal das pessoas assassinadas, “possibilitando uma visão mais aprofundada deste grave problema social que hoje desafia a União e os estados brasileiros”.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial