FBC afirma que desgaste com Paulo Câmara vem desde o início da gestão do socialista: “Não me quiseram no governo”

Nome em potencial para a disputa pelo Palácio do Campo das Princesas em 2018, o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) revelou que o desgaste com o governador Paulo Câmara (PSB) não foi de agora, mas desde o início da gestão do socialista. A afirmação foi dada ao comunicador Geraldo Freire, da Rádio Jornal, nesta segunda-feira (27).

“Isso vem desde o início, há três anos, quando não quiseram que eu participasse (do governo)”, declarou o senador. Ele se referiu à época em que teria indicado um nome para compor a equipe de Paulo, mas o governador recusou, e ainda o informou sobre sua decisão pelo WhatsApp. Em represália, o senador não participou da solenidade de posse do secretariado de Paulo. O ex-socialista frisou que sua relação com o chefe do Executivo melhorou um pouco no ano passado, com a indicação do PSB de Miguel Coelho para disputar a Prefeitura de Petrolina.

Mesmo assim, FBC elencou várias críticas à gestão do governador. Numa delas, ele lembrou que Pernambuco tem, atualmente, mais de 700 mil desempregados. Também citou problemas sérios na saúde, como a falta de medicamentos, e a questão da segurança pública com o número alarmante de homicídios.

Outro dado negativo do Governo Paulo Câmara, segundo o senador, diz respeito à falta de projetos. Ele afirmou que o Estado utilizou apenas R$ 125 milhões, dos R$ 600 milhões de empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na Adutora do Agreste. “Existem outros R$ 250 milhões que estão ‘dormindo’ no BNDES”, cutucou.
Carlos Britto

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial