Em Carnaíba, vereadores da oposição conseguem fazer Base do Governo recuar do projeto de cobrança de impostos


Com a participação  do Presidente do Clube dos Diretores Lojistas de Afogados da Ingazeira Glauco Queiroz, atendendo o NDL de Carnaíba, a Câmara de Vereadores de Carnaíba debateu em Sessão da ultima sexta feira 17, o Projeto de Lei de número 015/2017 de autoria do prefeito Anchieta Patriota que altera o aumento e cobrança de tributos à diversas categorias de profissionais e autônomos.
Para Glauco, a cobrança de impostos elaborada pelo prefeito não modifica a arrecadação dos comerciantes e profissionais. Ele focou a arrecadação de tributos referente ao Cartão de Crédito, que atualmente é arrecada para a sede da empresa em São Paulo, único item que favorece Carnaíba.
O Dr. Jonas Mário Cassiano, advogado e Assessor Jurídico da Câmara alertou mostrando outros profissionais inclusos na cobrança de impostos como tapeceiros, gesseiros, jardineiro, adubadores, mapeamento geográfico,  ensino de pré escolar, lanterneiro, mecânico, blocos de carnaval, funileiro, tinturaria,  contabilidade, chaveiro, serigrafia e transportes coletivos que fazem linhas para as cidades de Quixaba, Serra Talhada e Afogados da Ingazeira entre tantas outras funções.

Ainda segundo ele, o prefeito não propõe regulamentação do profissional, diretamente já cobra o tributo. O Advogado pediu a atenção dos vereadores da Base do Prefeito à população de Carnaíba que não é nenhuma Serra Talhada e nenhuma Afogados da Ingazeira, comparando o tamanho e o comercio das cidades citadas.

Os vereadores Victor Patriota, Irmão Adilson, Alex Mendes,  Bandega, Cícero Batista, Everaldo Patriota e Antônio Chico, todos do PSB  tentaram de todas as formas passar esse projeto mas a oposição composta pelo Presidente Neudo da Itã, Gleybson Martins (PDT), Preguinho e Anchieta Crente (PR) não deixaram esse crime acontecer,  desde o início do mandato o vereador Gleybson Martins já tinha alertado sobre a proposto de alterações no Código Tributário.
O Presidente Neudo da Itã, o município de Carnaíba  não está apto à pagar tantos impostos. -"Estamos  representando o povo! O marceneiro, o pintor de carro, a manicure vão dizer que a câmara aprovou um Projeto de Lei que acaba com a vida dos trabalhadores! Nós não podemos aprovar isso". Disse Neudo que recebeu o apoio dos parlamentares Gleybson Martins, Preguinho e Anchieta Crente.
Gleybson Martins lembrou que em 2005, na primeira gestão de Anchieta Patriota, esse mesmo Código Tributário de número 135 onde foi aprovada a cobrança da Taxa de Iluminação Pública sem a discussão do poder com a população. -"Estamos em Carnaíba, quem conhece a situação sabe que é impossível cobrar tantos impostos, queria que o governo tivesse diálogo com a população e a Câmara para debater projetos que não sejam viáveis para Carnaíba". Desabafou Gleybson.
Preguinho (PR), também entrou na luta em defesa do consumidor Carnaibano e criticou o prefeito pelas atitudes tomadas inclusas no projeto que tende apenas prejudicar a população com as exageradas cobranças de impostos.
Para Anchieta Crente (PR), os vereadores da base do governo deverão ter uma boa explicação para a população aprovando um projeto que prejudica os carnaibanos. -"É lamentável o autônomo estar trabalhando em um lugar onde não circula dinheiro, vendo a hora o pequeno comerciante fechar suas portas por falta de clientes e ainda vir mais impostos para se pagar. Não se pode cobrar tantos impostos em um lugar  pequeno como Carnaíba". Disse Anchieta Crente relembrando também a cobrança aprovada na primeira gestão de Anchieta Patriota sobre tributos da Taxa de Energia Elétrica e que os carnaibanos não esquecem até hoje. Finalizou alertando o vereador Everaldo Patriota e a base do prefeito que deverão se justificar à população.

Os quatro vereadores conseguiram fazer a base dos sete vereadores ligados ao prefeito  recuar provisoriamente da aprovação do projeto. Nenhum projeto será debatido na Câmara até a aprovação ou do referido.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial