Carnaíba: Moradores do Povoado da Itã denunciam maus tratos de animais. Vigilância Sanitária ignora o caso

Moradores da Rua do Campo, localizada no Povoado da Itã, em Carnaíba, denunciam maus tratos a quatro cães que estão a mais de seis meses amarrados em um tronco sem sombra passando fome, sede e sofrendo com o sol escaldante.
Segundo moradores, os cachorros se agonizam com o sofrimento, além dos carrapatos que se espalham pelas calçadas vizinhas.
-"Olha a situação aqui está precária demais, a mulher ta criando 4 cachorros só você vendo a situação, já virou maus tratos aos animais, eles ficam amarrados na calçada o dia inteiro levando sol quente e como sombra um pequeno carrinho de borregos é o único abrigo para os animais. O local está cheio de carrapatos com mal cheiro de coco e xixi dos cachorros, sem contar que todos estão doentes, aparentemente rabugem.
Ela pegou um e ta amarrando no Rio pra morrer de sede e fome, passa o dia todo lá no rio ... queria que fizesse alguma coisa porque assim não tem condições de criar cachorros, ainda mais na situação que eles estão vivendo". Denuncia um morador da localidade.

A denuncia ainda afirma que a dona dos animais é mãe de uma criança com deficiência física, prejudicando ainda a saúde da criança.
Ainda segundo moradores, a Vigilância Sanitária de Carnaiba já foi acionada por diversas vezes, mas até o momento não compareceram no local para tomar providências.
Além dos quatro cães, a mulher que não teve o nome revelado pelos denunciantes, ainda cria cinco ovelhas e um jumento em frente à casa, todos em estado precário.

Abandono e maus tratos à animais é crime. A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais) e o Art. 164 do Código Penal, prevê o crime de abandono de animais para aqueles que introduzirem ou deixarem animais em propriedade alheia, sem consentimento de quem de direito, desde que o fato resulte prejuízo:

A pena prevista pelo Art. 32 da Lei de Crime Ambientais é de detenção de 3 meses a 1 ano e multa.
A pena prevista pelo Art. 164 do Código Penal é de detenção, de 15 (quinze) dias a 6 (seis) meses, ou multa.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial