• title
  • Title
  • Title

.

.

Temer não recebe prefeitos da Marcha em Brasília

Junior Campos direto de Brasília
Os prefeitos, especialmente dos estados do Nordeste do Brasil, que foram à Brasília, nesta terça – feira, dia 03, foram surpreendidos pela frustração e, não tiveram um dia agradável para compensar seus esforços e suas reivindicações, que fizeram parte da pauta de todo o dia no encontro realizado na Sede da CNM – Confederação Nacional dos Municípios.
O Presidente Temer garantiu a insatisfação dos gestores, pois não os recebeu, o que estava sendo muito esperado pelos prefeitos: Uma audiência com o chefe da república. No entanto, Temer outorgou a missão de recepcionar os gestores municipais ao Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que causou um verdadeiro turbilhão de decepção e contrariedade nos representantes das esferas municipais da União.
Em seu discurso, Rodrigo Maia justificou o que não se justifica numa república: “O não de Temer aos direitos dos municípios e a negação de recursos para o desenvolvimento dos mesmos, e consequentemente do próprio país”.
Maia saiu em defesa de Temer, e culpou os governos do PT para tentar convencer os prefeitos de que eles não poderiam ter suas demandas atendidas, dizendo que “os cofres do Governo estão fechados; nós temos que ter responsabilidade. Os governos anteriores causaram prejuízo. Nós temos uma previdência hoje que beneficia privilegiados; estamos numa situação crítica, mas o Presidente Michel Temer tem boa vontade, mas nós precisamos reduzir os gastos dos estados e municípios; temos que reformar o Estado Brasileiro”, reforçou Rodrigo Maia em total apoio ao Governo Federal.
Esse discurso, no entanto, abalou a integridade moral e municipalista dos gestores, que apesar desse banho de água fria, se agruparam em frente ao plenário da Câmara, tentando entrar na Casa para protestar contra o descaso da União com os municípios.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial