• title
  • Title
  • Title

.

.

Marconi comemora conquista de emendas para o Cimpajeú e sai em defesas dos prefeitos

O prefeito de Flores e presidente do Cimpajeú – Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú, em entrevista ontem, quarta-feira (25) falou de sua agenda em Brasília nos últimos meses, com uma pauta voltada para os interesses dos municípios ligados a entidade.

Marconi tem encapado uma luta constante, na busca de conquistar recursos junto aos deputados federais e senadores votados na região, através de emendas parlamentares para a compra de uma usina de asfalto - que na visão do gestor, “vai ser a nossa redenção para os próximos anos, em virtude da situação que se agrava nos municípios”.

Ao falar para o comunicador Anderson Tennens, Marconi adiantou o que dirá aos prefeitos na reunião desta quinta-feira (26), quanto às emendas já empenhadas pelos parlamentares.
“Nós estivemos lá em Brasília e conseguimos alocar recursos na ordem de quase R$ 1600 (hum milhão e seiscentos mil) para o consórcio, aonde vamos no próximo ano, se recebermos estas emendas, já que são impositivas. Estes recursos vão garantir a aquisição desta usina de asfalto que vai melhorar as condições de infraestrutura das ruas e avenidas, dos municípios que compõem o Cimpajeú”, disse Marconi.

O presidente do Cimpajeú, ainda saiu em defesa dos prefeitos ao reforçar que: “sofrem uma forte crise financeira que assola a nós diretamente que somos os municípios do nordeste do sertão árido e que necessita dos recursos provenientes do governo federal, que é o FPM, que infelizmente não estão chegando aos municípios”.

Marconi ainda alertou sobre as demissões que os prefeitos vão ter que realizar em seus municípios, “em virtude da Lei de Responsabilidade Fiscal”, e em conta rápida Marconi reforçou que os repasses para manutenção dos programas federais e transporte escolar, por exemplo, “são pífios”.

“Hoje uma criança na escola, ela recebe do governo federal R$ 0,36 por dia, não compra nem um pacote de pipoca. Enquanto o custo médio para município é de R$ 4,50”, lamentou Marconi em um dos trechos da entrevista.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial