• title
  • Title
  • Title

.

.

Depois de barrar segunda denúncia, Temer quer agora aprovação de reformas e coalização para 2018

O presidente Michel Temer vai apostar em três linhas de atuação para virar definitivamente a página da segunda denúncia que enfrentou: uma frente legislativa, na qual pretende ter a reforma da Previdência como estrela; uma trincheira econômica, com a expectativa de “colher os frutos” das medidas já colocadas em prática pelo governo e que vão aumentar a arrecadação; e a articulação política, que consistirá na tentativa de solidificar sua coalizão para tentar atuar de forma unitária nas eleições de 2018, tanto na disputa presidencial quanto nas composições regionais.

O mote do governo, a partir de agora, será fortalecer e dar prosseguimento a uma “agenda de modernização do Brasil”, dizem aliados, priorizando as agendas pró-mercado financeiro e seguindo diretrizes do “Ponte para o futuro”, documento elaborado por seu núcleo ainda durante o governo Dilma Rousseff e que era apresentado como carta de intenções antes de sua posse.

Ontem (25) o presidente conseguiu se livrar na Câmara dos Deputados da segunda denúncia da qual foi acusado, por obstrução da justiça e formação de quadrilha. Votaram a favor de Temer 251 parlamentares, enquanto 233 queriam que Temer fosse afastado do poder. (Fonte: O Globo/foto reprodução)

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial