• title
  • Title
  • Title

.

.

Sonora Brasil leva Coco de Zambê a Triunfo

A Fábrica de Criação Popular do Sesc em Triunfo recebe na próxima quarta-feira (30/08), às 19h30, mais uma etapa do projeto Sonora Brasil, com apresentação do Coco de Zambê. Em sua 20ª edição, o projeto é o maior em circulação pelo País, e até o mês de novembro apresenta quatro grupos com o tema “Na pisada dos cocos”.
No mês de julho, a programação foi aberta com o Coco do Iguape, de Fortaleza-CE, que também se apresentou em Triunfo. Já o Coco de Zambê é encontrado principalmente no município de Tibau do Sul, litoral do Rio Grande do Norte. A manifestação cultural, de acordo com pesquisadores, chegou aos engenhos de cana-de-açúcar e colônias pesqueiras da região através de africanos escravizados.
Dois tambores estão presentes na maioria dos grupos que praticam o Coco de Zambê: o próprio Zambê, também conhecido como pau furado ou oco de pau, que é maior e mais grave, e o Chama, ambos construídos artesanalmente com troncos de árvores da região. Além desses tambores outros instrumentos de percussão podem ser encontrados, inclusive lata de tinta reaproveitada.
Entre as particularidades do Coco de Zambê, destaca-se que os brincantes se revezam reverenciando o tambor e realizando passos livres de grande energia que lembram movimentos da capoeira e do frevo. Uma de suas principais características é o fato de ser praticado apenas por homens.
SONORA - Apresentar ao público expressões musicais fortes, mas ainda pouco difundidas e que integram o cenário cultural brasileiro. Esse é o foco do projeto nacional Sonora Brasil, do Sesc. A iniciativa traz para Pernambuco na primeira etapa do biênio 2017/2018 quatro grupos com o tema “Na pisada dos cocos”.
Após passar por Triunfo, a segunda etapa do Sonora continua sua circulação pelo Sertão, passando por Bodocó (1/9), Araripina(2/9) e Petrolina (3/9). O acesso é gratuito.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial