• title
  • Title
  • Title

Presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários de Pernambuco sentencia sobre corte de verbas: “É decretar o fim da PRF”

O corte de 43% no orçamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também irá afetar os serviços em Pernambuco. Na noite da última terça-feira (5), o órgão anunciou a suspensão de várias atividades por falta de verba.
De acordo com a PRF, estão suspensos, a partir do dia 6 de julho, os serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais, atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo), além da redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento e desativamento de unidades operacionais.
Segundo Frederico França, presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Pernambuco (SINPRF-PE), o órgão possui apenas 10% dos recursos para encerrar o ano. “Se isso se mantiver para o ano que vem, é decretar o fim da PRF“, pontuou.
Em Pernambuco, a orientação para os policiais rodoviários é ficar baseado nos postos, com utilização regrada dos automóveis e saídas pontuais apenas para atender acidentes. “Não tem dinheiro para colocar combustível, nem fazer a manutenção das viaturas”, explica.
(CarlosBritto/Foto: reprodução)

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial