• title
  • Title
  • Title

Com vitória de Hélio dos Terrenos em Belo Jardim, PSB de Câmara perde espaços para o PTB de Armando

Conforme indicaram as duas pesquisas feitas pelo Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), o candidato do PTB a prefeito de Belo Jardim, Hélio dos Terrenos, venceu, ontem, as eleições suplementares para prefeito do município localizado no agreste de Pernambuco. Sai como grande derrotado o ex-prefeito João Mendonça (PSB), que fomentou uma campanha difamatória ao longo dos últimos dez dias de campanha.
Em grupos no Whatsapp e nas redes sociais, o ex-prefeito, cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral por contas rejeitadas em sua gestão, estimulava a militância do seu candidato Luiz Carlos (PSB), ex-vice-prefeito, com agressões ao Instituto Opinião afirmando que as pesquisas eram falsas. Resultado: nas urnas, o resultado oficial bateu exatamente com os números antecipados pelos levantamentos de intenção de voto. 
Com a vitória do serratalhadense Hélio dos Terrenos como o novo prefeito de Belo Jardim, mostra que o PSB do governador Paulo Câmara continua desabando por água abaixo, num desastre total causado inclusive pelo governador, que vem perdendo espaço para o seu maior adversário nas eleições de 2018, o senador armando Monteiro do PTB.
A vitória de Hélio dos Terrenos é uma soma de vários fatores: fez a melhor e mais estratégica campanha, agregou o maior palanque e contou com o sentimento de mudança soprado em todos os segmentos da sociedade de Belo Jardim. Saem ainda vitoriosas as forças do ex-prefeito Cintra Galvão, o grande cabo eleitoral do novo prefeito, e o senador Armando Monteiro Neto, pré-candidato do PTB a governador, que terá um aliado em 2018 num importante colégio eleitoral do Estado.
Hélio conseguiu impor, ao mesmo tempo, uma derrota também ao grupo do ministro da Educação, Mendonça Filho, principal liderança do DEM no Estado, que apostou na candidatura do prefeito no exercício do cargo, Gilvandro Estrela (PV). Diferentemente de João Mendonça, Mendonça Filho teve um comportamento digno na campanha. Ao lado seu aliado, em nenhum momento levantou suspeitas sobre as pesquisas nem tampouco jogou pedras neste blog.
O governador Paulo Câmara ficou de fora da curta campanha. Das lideranças estaduais do PSB deram a cara por lá apenas o jovem João Campos, chefe-de-gabinete do governador e pré-candidato a deputado federal, além do deputado Aluízio Lessa. Pela posição estratégia, Belo Jardim pode ser um polo indutor de influência na região do Agreste para 2018, razão pela qual Armando investiu bastante, tendo, inclusive, ido, ontem, à carreata da vitória de Hélio.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial