• title
  • Title
  • Title

.

.

Artigo: Com a união entre políticos, quem sai ganhando é povo.

Muito se fala em esquerda e direita, coxinha e mortadela. Mas, o que o estamos vendo em Pernambuco, é a união entre os novos e velhos caciques da política pernambucana. Diante de um cenário muito triste, com tantos deslizamentos e enchentes que invadiram algumas cidades de Pernambuco, começamos a ver o que há de bom e ruim entre o povo. 

O presidente da República, Michel Temer, veio a Pernambuco, com ele a esperança que a União seja solidária nesse momento tão delicado. Independente de cores partidárias, o momento é de união. O senador Armando Monteiro Neto, bem como a bancada de oposição, se uniram ao governo e começaram trançar metas para resolver o caos que se instalou na vida de tantas famílias do estado. 

Os problemas começaram a serem solucionados, os políticos se uniram e, com isso, quem está ganhando é o povo. Que sirva de exemplo para os gestores municipais também. Às igrejas, de várias denominações, também estão juntas nessa luta. Uma campanha em todo estado está sendo realizada. No Pajeú, cidades como Afogados da Ingazeira, Flores e Serra Talhada estão entre as "cidades mães" que adotaram as que em estado de calamidade. 

Na política, tudo se resolve. Exemplo disso, foi a visita do Ministro da Educação, Mendonça Filho ao Pajeú. Prefeitos da região, que outrora estiveram em campos diferentes, deixaram essa ideologia arcaica de lado e pensaram no bem da população. Marconi Santana de Flores, Manuca de Custódia, Luciano Duque de Serra Talhada e outros tantos, arrastaram um "pedacim" dos recursos que o ministro trouxe para o povo sertanejo. Ônibus escolar, escolas e investimentos na área da educação estão entre os recursos. À eles, parabéns! O povo é quem sai ganhando.

Renan Walisson é Acadêmico de Direito na Faculdade de Integração do Sertão-FIS e escreve todas as segundas-feiras ao blog

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial

Quem é a Carnaibana de 2017?

Quem é o Carnaibano de 2017?