• title
  • Title
  • Title

Carnaiba; Secretário de Anchieta Patriota que orientado para receber seu salário pela Câmara, tem pedido negado pela Justiça.

Secretário Antônio Venâncio
O Prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota, que no inicio de seu governo extinguiu a Secretaria Municipal de Cultura, alegando cortes de despesas, acabou reativando sem nenhuma necessidade, a Secretaria de Governo que estava extinta a mais de 08 anos, para que o vereador Antônio Venâncio, desse a vaga  de vereador para seu suplente, usando de suas manobras politicas.
A manobra que articula um de seus homens de confiança na câmara, ainda joga dinheiro publico aos ralos do despedício, sabendo ele que todo o valor repassado para a Câmara e não sendo utilizado é devolvido pelo presidente da Câmara a cada dia 31 de dezembro de cada ano aos cofres públicos do município.

Mesmo com toda essa manobra, o prefeito ainda queria que o seu secretário Antônio Venâncio fosse pago pela câmara, orientando o então secretário e impetrar uma ação na justiça para que fosse abonado pelo Poder Legislativo Municipal.

 Nesta terça feira, a Justiça negou o pedido do Secretário de Governo Antônio Venâncio, que foi orientado pelo prefeito Anchieta Patriota (PSB), que apresentaram através do Procurador Jurídico do Município, o pedido para que o secretário Antônio Venâncio (PSB) fosse pago pelos serviços prestados à prefeitura pela Câmara de Vereadores.
O resultado Judicial saiu nesta ultima terça feira referente a Liminar impetrada no Fórum Dr. Antônio de Souza Dantas, em Carnaíba, negando assim a solicitação requerida pelo secretário.
Prefeito Anchieta Patriota
O caso é de interesse pessoal do Prefeito Anchieta Patriota,  demostrando que o mesmo ainda não digeriu a derrota do seu filho Victor Patriota como candidato a presidência da Câmara, passando para a sociedade carnaibana que o prefeito se preocupa mais com a Câmara de Vereadores do que com  a prefeitura e os serviços que devem estar sendo feito para o município, fazendo esse tipo de provocações e picuinhas.

O Magistrado Dr. André Simões Nunes, Juiz Substituto da Comarca de Carnaíba, que julgou a Liminar, entendeu que o ato do Presidente da Câmara de vereadores, Neudo da Itã, foi correto e justo, não tendo como fazer o pagamento do secretario do prefeito Anchieta Patriota, e que o Legislativo podia ser enquadrado na Lei de Responsabilidade Fiscal, e que dessa forma  o Poder Executivo interferia naturalmente no Poder Legislativo.

A justiça ainda determinou que o gestor mantenha os pagamentos de remunerações de seu secretário até  a ultima deliberação, sob pena de arcar com multa de R$ 5.000,00 (Cinco mil reais) por dia.
Desde a derrota do seu filho na Câmara, o prefeito vem fazendo manobras politicas para desestabilizar  o Poder Legislativo de Carnaíba. Não seria mais interessante o prefeito se ocupar com o município, emplacando politicas que venham  tirar Carnaíba do atraso que se encontra?
Prefeito Anchieta Patriota, Antônio Venâncio e o vice Junior de Mocinha
Entenda o caso;
O vereador Antônio Venâncio (PSB), foi eleito para o cargo de vereador, sendo majoritário no Povoado de Novo Pernambuco, representando a força do eleitorado daquela região, quando o mesmo abandonando a população de Novo Pernambuco para atender o pedido de Anchieta Patriota e assumir a Secretaria de Governo, deixando Novo Pernambuco sem representação na Câmara. Porém com a derrota de seu filho Victor Patriota (PSB), que perdeu a presidência para o socialista Neudo da Itã, o prefeito fez uma manobra tirando o poder do vereador eleito, dando vaga por 24 horas ao primeiro suplente Zé Ivan de Ibitiranga, que por sua vez, pediu afastamento da cadeira de vereador indo para a Secretaria de Agricultura dando a vaga para o segundo suplente Everaldo Rodrigues Patriota, que se tornou hoje, o fiel escudeiro do prefeito.
Assim ainda queria que a Câmara pagasse o salário do então secretário Antônio Venâncio no valor de R$ 6.950,00 (Seis mil, novecentos e cinquenta reais), sendo que o valor do salário de um secretário é de R$ 3.950,00 (Três mil, novecentos e cinquenta reais), mas o prefeito Anchieta Patriota paga apenas o valor de R$ 2.220,00 (Dois mil, duzentos e vinte reais) para seu secretariado.

Será que o prefeito é tão leigo  ao ponto de não saber que está brincando com o dinheiro publico? Porque quer gastar o dinheiro do povo com secretarias desnecessárias?

Lembrete:
Na gestão do ex prefeito Zé Mário, o então vereador Edval Morato (Fafinha), deixou o cargo de vereador para a assumir a Secretaria de Agricultura e   que sua remuneração era pago pelo Poder Executivo, pasta a qual ocupou por dois anos.

Perguntar não faz mal: Onde as Leis são iguais, porque agora o prefeito Anchieta Patriota quer que seu secretario seja remunerado pelo Poder Legislativo, no município onde a prefeitura e a câmara municipal são as mesmas instituições da gestão passada?

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial