• title
  • Title
  • Title

.

.

Saud: "Solidariedade foi comprado para apoiar Aécio"

G1
Em delação, diretor da JBS diz que Paulinho da Força negociou R$ 15 milhões em propina para partido apoiar Aécio. Ricardo Saud afirmou que Solidariedade foi comprado para apoiar campanha da chapa tucana à presidência da República em 2014. Deputado diz que doações foram contabilizadas e aprovadas na Justiça Eleitoral.
Em delação premiada, o diretor da JBS, Ricardo Saud, afirmou que R$ 15 milhões foram pagos em propina ao Solidariedade em troca de apoio à candidatura da chapa tucana Aécio Neves-Aloyiso Nunes à eleição presidencial de 2014. O valor, segundo o delator, foi negociado pelo presidente do partido e deputado federal, Paulinho da Força. Do total, ainda de acordo com o delator, R$ 3 milhões foram destinados ao partido por meio da empresa Nando’s Transportes, de Barretos (SP).
Procurada, a assessoria de imprensa do deputado federal informou que o Solidariedade recebeu R$ 11 milhões da JBS para a campanha de políticos do partido, e que não houve irregularidades.
A empresa Nando’s Transportes afirmou que não cometeu nenhum ato irregular, e disse que está à disposição da Justiça para esclarecimentos.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial