• title
  • Title
  • Title

.

.

Projeto Cultural dá continuidade a obra do compositor Carnaibano Zé Dantas

Passava um dia do ano novo quando em reunião de planejamento para elaboração de projetos com vistas a 2017, o jornalista Jair Pereira, da produtora 2jp, foi surpreendido com a notícia da morte de Dona Yolanda, viúva do compositor carnaibano Zé Dantas, no último dia 02 de janeiro. Da tristeza e do lamento decidiu investir no legado que o casal deixou na MPB e, junto com a Tangram Cultural, da também jornalista Germana Pereira, criou o projeto “São João #ZéDantas”.
Foram selecionadas 25 composições para releituras com arranjos inéditos, reunindo, em uma só formação de banda, o tradicional Trio Pé de Serra (sanfona, zabumba e triângulo), a base principal do rock (guitarra, baixo e bateria) e mais a cozinha do samba (cavaquinho, violão sete cordas, flauta, surdo, pandeiro, tantan e tamborim).
O desafio de construir algo inusitado harmonicamente foi aceito por três diferentes concepções musicais. Os Caetanos, banda que faz sucesso no mercado de festas particulares e eventos comemorativos, conhecida por suas releituras do pop rock; o Madiba Groove, grupo de samba ainda inédito no cenário local, e o sanfoneiro Fernando Vinil (que há anos atua com a forrozeira Cristina Amaral). O primeiro show do projeto será no Teatro Apolo, dia 06 de abril próximo, às 20h.
Depois a trupe sai em turnê para se apresentar nas cidades do Estado durante o período junino e depois dele, nas tradicionais festas regionais do Interior.
O vocalista da banda Os Caetanos, Cláudio Brasil, ficou feliz com o projeto e com o convite das duas produtoras para interpretar as canções de Zé Dantas. “Nasci em Caruaru. Cresci ouvindo forró, que foi a trilha sonora da minha infância. Confesso que fiquei surpreso com a proposta por que a minha praia sempre foi outra. Mas, ao mesmo tempo, bateu uma emoção poder cantar o forró dentro dessa experiência incrível de juntar três filosofias distintas. Mas música é isso. Ela dar a oportunidade de harmonizar diferenças, de dialogar com linguagens diversas. Estou animado e feliz de podermos traduzir esse conceito através do palco”, comentou Brasil.
No repertório do projeto foram incluídas as principais composições de Zé Dantas no gênero do forró e do baião. Mas haverá um bloco dedicado aos ritmos do Maracatu, coco, Xaxado e choro onde o compositor de Carnaíba também deixou sua marca. Essa sua presença pode ser conferida nas letras de Rei Bantu, Praia Dengosa, O delegado no coco, Algodão e 13 de dezembro. É neste momento do show que o grupo de samba Madiba Groove vai atuar, utilizando elementos sonoros desse ritmo nos arranjos inéditos produzidos para estas músicas, composto pelo cavaquinista e maestro do grupo Bráulio Pereira.
Mas é importante destacar que a presença da raiz do forró, com zabumba, triângulo e sanfona será permanente durante toda a apresentação. “Ninguém vai sentir a falta da originalidade. Até por que todo o trabalho que foi desenvolvido nos ensaios foi a partir desse legado. Ele é perpetuo”, assegurou o sanfoneiro Fernando Vinil.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial