• title
  • Title
  • Title

.

.

Pernambuco de Verdade identifica obras abandonadas e problemas no Sertão

Os deputados da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) visitaram nesta sexta-feira (31) antigas promessas do Governo do Estado em Afogados da Ingazeira e Arcoverde, no segundo dia de atividades do Pernambuco de Verdade no Sertão do Estado. Estiveram presentes na agenda, os deputados Silvio Costa Filho (PRB), Álvaro Porto (PSD), Priscila Krause (DEM), Ossesio Silva (PRB) e o anfitrião, em Arcoverde, Júlio Cavalcanti (PTB).
Em Afogados da Ingazeira, os parlamentares iniciaram a agenda pela PE-380, prometida desde de 2012, mas que teve a licitação adiada naquele mesmo ano e em 2016. A estrada, que ligaria Afogados da Ingazeira a Ibitiranga, na divisa com a Paraíba, é uma reivindicação antiga da população da região, assim como a Estrada do Vale do Catimbau, em Buíque, que teve a ordem de serviço assinada, pela segunda vez, na última edição do Pernambuco em Ação do Governo do Estado. “Quantas assinaturas do governador essa obra precisa ter para sair do papel”, questionou o deputado Júlio Cavalcanti.
Também foram visitados, em Afogados, o Hospital Emília Câmara, que tem na superlotação e no déficit de pessoal seus principais problemas, e a sede da Delegacia da Mulher, pronta há três anos, mas que não funciona por falta de pessoal.
Em Arcoverde, o roteiro inclui a requalificação do aeródromo da cidade, cujas promessa das obras de ampliação da pista e construção do terminal de passageiros foram feitas quando o hoje deputado Isaltino Nascimento ainda era secretário de Transportes; as obras abandonadas do centro de ressocialização da Funase, paradas há quatro anos; o terreno que deveria abrigar o QG do Corpo de Bombeiros, prometido há cinco anos, mas que não saiu da fase de terraplanagem; e a área onde deveria ser instalado o Distrito Industrial de Suape.
Sobre as acusações do líder do Governo na Alepe, Isaltino Nascimento, a deputada Priscila Krause destacou esse é o papel da Oposição. “Qual seria o papel da Oposição se não esse? Ninguém mora nas propagandas oficiais do Governo, no dia a dia, o povo enfrenta uma realidade bem diferente do que o Governo mostra”, ressaltou.
O saldo desse nosso primeiro giro pelo interior em 2017 foi o diálogo que pudemos estabelecer com a população. Ouvimos queixas, anseios, cobranças e sugestões. Esse contato nos permitiu constatar que o Pernambuco de Verdade é bem diferente das promessas do governador Paulo Câmara. O que ouvimos das pessoas nos leva a concluir que a população quer ser ouvida e atendida e nos deu o respaldo para continuar a fiscalização e a cobrar acertos do governo”, avaliou o deputado Álvaro Porto.
A avaliação de Álvaro é compartilhada pelo deputado Ossesio Silva. “O poder é do povo e para o povo. Se o Governo não escuta a população, nós, da Oposição, estamos fazendo isso. E vamos amplificar essa voz aonde nós formos”, garantiu. 
VIOLÊNCIA
Líder da Bancada de Oposição, o deputado Silvio Costa Filho lamentou o crescimento da violência no Interior do Estado. “Em 2016, o Interior do Estado respondeu por 58% dos homicídios cometidos no Estado. Os maiores índices de crescimento foram registrados nas cidades polo da região: 66,7% em Serra Talhada e 43,5%”, destacou.
“Este ano já foram cometidos 6.891 crimes contra o patrimônio no Interior de Pernambuco, o que deixa a população acuada. Arcoverde é a única cidade entre os 13 municípios da região que ainda possui agência bancária. Todas as demais foram explodidas, o que dificulta a vida da população, que precisa se deslocar quilômetros para usar o serviço bancário”, lamentou o deputado.
Silvio destacou ainda que as visitas do Pernambuco de Verdade ao Sertão do Pajeú e ao Moxotó vão dar origem a um relatório que será apresentado à população na próxima semana, listando os problemas identificados pelos parlamentares e discutindo alternativas


Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial