• title
  • Title
  • Title

INVESTIGAÇÃO DESCOBRE ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL DE PERNAMBUCO

Em meio à maior crise dos últimos dez anos na área da segurança em Pernambuco, uma investigação descobriu um esquema de corrupção na Secretaria de Defesa Social (SDS). De acordo com a Delegacia de Crimes Contra a Administração Pública (Decasp), um coronel da Polícia Militar de Pernambuco teria recebido propina de contratos de prestação de serviços ao Centro Integrado de Operações e Defesa Social (Ciods). O órgão tem, entre outras atribuições, a função de receber e direcionar as chamadas de emergência atendidas pelo 190. O esquema de corrupção, segundo as investigações, aconteceu ao longo de 2015 – primeiro ano do governo Paulo Câmara.
O coronel da PM Ricardo Fentes Gomes, que na época comandava o Ciods, foi indiciado criminalmente por corrupção passiva e falsidade ideológica. Segundo a Polícia Civil, ele “confessou ter recebido indevidamente valores em contratos de prestação de serviço ao Ciods, ao longo da sua gestão”. No total, cerca de R$ 400 mil. Ele ainda teria emitido falsos atestados de conclusão de serviços para que as empresas pudessem receber o valor do contrato, mesmo sem a realização dos serviços.
Em nota oficial, a Polícia Civil ainda afirmou que os empresários Edmilson Carneiro da Silva, Gilberto Lopes Bezerra Júnior e João Gonçalves da Silva Neto também foram indiciados por corrupção ativa.
A delegada Patrícia Domingos, titular da Decasp e responsável pelo inquérito, informou que está proibida de se pronunciar sobre o caso, por determinação da SDS.
Além do inquérito policial, o coronel Ricardo Fentes também será julgado na esfera administrativa. Ele responde a processo na Corregedoria Geral da SDS. Ao final das investigações, o coronel pode até ser expulso da corporação.
O Ronda JC não encontrou o coronel, nem os empresários para comentar o assunto.
VIOLÊNCIA SEM FREIO
Pelo quarto mês consecutivo, a violência é recorde em Pernambuco. Segundo a SDS, 548 assassinatos foram registrados em Pernambuco no mês de março (média de 18 por dia). Um resultado nunca visto na história do Pacto pela Vida. Em mais de dez anos, os resultados ainda não haviam se aproximado de uma marca tão negativa. Até então, o recorde era de 498 homicídios – contabilizados em fevereiro deste ano.
Em apenas três meses, Pernambuco já registrou 1.522 assassinatos. O Interior do Estado é a região que apresenta dados mais preocupantes. No total, 828 mortes, sendo 295 somente no mês de março. Na capital pernambucana, 240 homicídios no primeiro trimestre deste ano. No último mês, 96. Nos outros municípios que compõem o Grande Recife, houve o registro de 545 homicídios, sendo 157 em março.
(Com informações do Ronda JC)

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial