• title
  • Title
  • Title

.

.

Em Carnaíba Anchieta ainda não digeriu derrota do filho para presidente da Câmara e se ‘mexe’ para reforçar prestígio no legislativo municipal

Do Caderno1
O dinamismo da política é algo impressionante, e alguns políticos fazem uso desta prerrogativa para se fortalecerem a qualquer custo.
Em Carnaíba, cidade do sertão do Pajeú, no interior de Pernambuco, o Prefeito Anchieta Patriota, discípulo do clã Arraes, seguidor do velho governador Miguel Arraes de Alencar e do seu neto o ex-governador Eduardo Campos, faz uso de todas as armas que pode para ampliar a área de abrangência de prestígio.
Patriota, que no governo do falecido governador Eduardo Campos gozava de prestígio desmedido no Palácio do Campo das Princesas, agora, órfão, já não circula com a mesma desenvoltura pelos corredores palacianos, e por isso, se vê obrigado a articular cada vez mais nas suas bases no município, a fim de impor a sua autoridade política.
Já no início da sua gestão, sofreu um revés inesperado, o seu filho, eleito vereador pleiteava ser presidente da Câmara municipal, mas mesmo Patriota possuindo maioria na Casa, assistiu inconformada a derrota de Victor Esteves Patriota para Neuto da Itã.
O prefeito não digeriu a derrota e já na primeira oportunidade, quando da primeira reunião da Câmara dos Vereadores, usou do seu ‘poder’ e esvaziou a sessão, dos 11 parlamentares, apenas quatro compareceram.
Segundo circula entre os correligionários de Anchieta Patriota, o vereador  Antonio Venâncio, apesar de ser aliado do prefeito, teria sido um dos votos contrário a pretensão do Jovem Victor Patriota de ser presidente do Legislativo, para eles (os correligionários), seria mais seguro ter na casa nomes como o de Everaldo Patriota, que certamente acompanharia sem discutir o que fosse determinado pelo gestor.
Em consonância com seus aliados, Anchieta começa a mover as pedras no tabuleiro político de Carnaíba, visando se fortalecer ainda mais na Casa Major Saturnino Bezerra, e para isso já ensaia mudanças na formação da mesma, tanto que o vereador Antonio Venâncio, já comunicou que deverá está deixando o legislativo, tudo que foi seu maior objeto de desejo, para ir ‘cantar afinadinho’ na gaiola do prefeito.
Segundo ele mesmo(Antonio Venâncio) comunicou, deixará o legislativo para ocupar uma secretaria municipal, disse sem informar que secretaria, e sendo assim, Everaldo, que mesmo estando na segunda suplência assume o legislativo, já que o primeiro suplente, Zé Ivan, também está à frente de uma secretaria. Neste caso Zé Ivan, apenas para cumprir formalidades, deverá assumir como vereador e se licenciar em seguida, para dar lugar a Everaldo Patriota.
O mais interessante é que o prefeito, trabalhou ferrenhamente para impedir que Everaldo fosse eleito, no entanto, diante da suposta rebeldia de Venâncio, catapulta Everaldo, na certeza que pode contar com sua fidelidade, e Venâncio por sua vez, conforme comenta a oposição ‘vai ficar pianinho’ debaixo das ordens do prefeito.
Apesar de toda esta sua jogada, Anchieta acaba dando um ‘tiro no pé’, pois toda esta sua jogada está sendo comemorada pelo ex-vice-prefeito, Jeovane Adriano, já que, com a saída de Antonio Venâncio da Câmara, o povoado de Novo Pernambuco fica sem representante e assim, Jeovane terá livre trânsito para candidatar seu filho ao legislativo em 2020 como representante da comunidade.
A oposição ainda faz outra especulação: será que Everaldo Patriota, perseguido nas eleições passadas vai se sujeitar a ser ‘pau mandado’ do prefeito ou será esta a oportunidade para dar sua resposta?

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial

Quem é a Carnaibana de 2017?

Quem é o Carnaibano de 2017?