• title
  • Title
  • Title

.

.

Ao lado dos Trabalhadores Rurais de Carnaiba, vereador Gleybson Martins participa de Ato em Tabira contra Reforma da Previdência

O vereador de Carnaiba, Gleybson Martins (PDT), uniu-se a uma multidão do Pajeú, trabalhadores rurais, mulheres, estudantes, professores e outras autoridades nesta quarta feira 08, na cidade de Tabira para um grande ato contra a Reforma da Previdência, elaborada pelo governo de Michel Temer.
 Os manifestantes saíram de frente do Sindicato dos trabalhadores rurais de Tabira, juntaram-se a  pessoas que se encontravam na feira do Mercado Público, Açougue Público e na feira do troca para homenagear as mulheres e focar o protesto contra a proposta reforma da Previdência, que se aprovada como foi enviada ao Congresso Nacional, vai acabar com o direito de aposentadoria para a maioria dos brasileiros. Os protestos também se referiram a outras mudanças propostas por Temer que estão destruindo a pátria e os direitos principalmente do trabalhador. 

O vereador carnaibano se pronunciou contra a Proposta de Reforma da Previdência  e afirmou que seu partido, o PDT,  votará contra o pedido do presidente Temer.
O ato em Tabira foi convocado pela CUT, FETAPE e Sindicatos rurais do Pajeú, entre eles o de Carnaíba, e contou com a participação especial da AMURT (Associação da Mulheres Urbanas e Rurais de Tabira), autoridades públicas, bem como da juventude que está reorganizando a UJS (União da Juventude Socialista de Tabira), entre outras entidades.
As intervenções dos presentes estavam carregadas de indignação e denunciaram a discriminação da mulher, com as suas jornadas de trabalho, o projeto neoliberal de Temer que está entregando as riquezas do Brasil para o exterior, congelando os gastos com saúde, educação e nos investimentos do país, tentando acabar,  com essa reforma da previdência, com as aposentadorias rurais, aumentando em 10 anos a idade para a trabalhadora rural se aposentar, dificultando ao máximo as aposentadorias integrais para o trabalhador urbano e retirando os direitos trabalhistas com a reforma trabalhista, o negociado sobre o legislado e a terceirização sem limites.
Os presentes lembraram que a volta ao passado,  proposta por Temer, vai gerar uma miséria sem limites, com a crescente mortalidade infantil, o aumento do desemprego, da fome, da violência, dos saques de feiras e da quebra da maioria do comércio local. 
 Na verdade quem ganha mesmo com essas reformas de Temer são aqueles que vivem de renda, os rentistas que emprestam dinheiro ao governo e recebem em torno de 44% do orçamento da União todo ano em forma de juros. 

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial

Quem é a Carnaibana de 2017?

Quem é o Carnaibano de 2017?