• title
  • Title
  • Title

.

.

Em Brasília, Marconi trata sobre o SAMU, cobra conclusão da Barragem de Ingazeira, ações hídricas para Flores, Ingazeira, Solidão, Triunfo e Santa Cruz

O prefeito de Flores, Marconi Santana do PSB e presidente do Cimpajeú – Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú cumpriu uma extensa agenda em Brasília nesta terça-feira (07), o que ele avaliou como produtiva.
Acompanharam o gestor do consórcio, os prefeitos: Sávio Torres de Tuparetama, Luciano Duque de Serra Talhada, Zeinha de Iguaracy, Djalma de Solidão, Lino Morais de Ingazeira e Sebastião Dias de Tabira.
“Logo cedo estivemos com Munik Pereira, Consultora Técnica do Ministério da Saúde, onde foi possível tratarmos sobre a questão do SAMU”, disse Marconi.
Já no período da tarde, acompanhado pelo Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) e pelo Presidente da AMUPE, Luciano Torres; Marconi Santana e a comitiva foram recebidos pelo Ministro de Estado da Integração Nacional, Helder Barbalho, “onde na ocasião, apresentamos uma série de propostas prioritárias para os municípios consorciados”, explicou Marconi e listou:
“Solicitamos a conclusão da Barragem de Ingazeira com investimentos na ordem de R$ 35 milhões para sua conclusão; a inclusão do município de Solidão no projeto da Adutora do Pajeú bem como os municípios de Santa Cruz da Baixa Verde e Triunfo que; estão sendo duramente castigadas pela seca”, justificou.

Animado com o encontro, Marconi revelou que o Ministrou informou que já havia autorizado o DNOCS a elaborar o projeto e acelerar as obras.

Para o município de Flores, Marconi solicitou a construção da Barragem de Cajá no município de Flores, com investimentos na ordem de 57 milhões de reais, inclusive entregando ao Ministro, o projeto elaborado pelo DNOCS.

“Ainda solicitamos a liberação de 180 sistemas de abastecimento simplificado, a inclusão de no programa de combate à seca, cisternas de plástico para dar celeridade a captação, armazenamento e distribuição de água além de outras propostas para toda a região do Pajeú e do Moxotó”, destacou.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial

Quem é a Carnaibana de 2017?

Quem é o Carnaibano de 2017?