Quixaba -PE

Quixaba -PE
  • title
  • Title
  • Title

.

.

Sertanejos em vigília pela volta das chuvas

Barragem do Chinelo- Carnaiba PE
Esperança de sertanejo esmorece, mas não morre. Bastou chover em uma dezena de municípios, no início desta semana, que as consultas aos serviços meteorológicos entraram na prioridade de alguns. Foi assim em Araripina, Bodocó, Granito, Lagoa Grande e Ipubi, lugares de maiores precipitações pluviométricas. Choveu 34 milímetros em Ipubi. Em Araripina, 29,5 milímetros e 27,3 milímetros em Bodocó.
Para tristeza dos internautas, os boletins da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) e do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) não preveem chuvas para os próximos dias. A possibilidade calculada pelo Cptec é de 5%, percentual baixo para a ciência e alto para os sertanejos, que se apegam aos detalhes do tempo. Para domingo, segunda e terça-feira próximos, os ícones dos serviços meteorológicos indicam “nuvens” e “nebulosidade”. São figuras do sol encoberto parcialmente por nuvens. E essas nuvens, na cabeça de sertanejo, dizem mais da vontade dos céus do que do conhecimento humano. Por isso, continuam na vigília pela volta das chuvas.
Temperaturas acima dos 40°C voltaram a ser observadas em áreas do Nordeste, depois de alguns dias menos quentes, com temperaturas abaixo desta marca.
Na quarta-feira, ao menos cinco cidades do Piauí, registraram 40°C ou mais até às 19 horas, pela medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia. Na terça, 22, a maior temperatura no país foi de 41,8°C em Caxias, no norte do Maranhão. Entre os dias 19 e 21 de novembro, as temperaturas ficaram menos altas no Nordeste por causa do aumento da nebulosidade e chuva que ocorreu em vários locais do interior da Região, especialmente sobre a Bahia, Maranhão e Piauí.
Tempo seco
Uma massa de ar seco voltou a predominar sobre o Nordeste, depois de uma chuva da frente no fim de semana passado. A umidade e a nebulosidade voltaram a diminuir dando mais espaço para o sol forte. O aumento do calor está associado com a redução da chuva e da nebulosidade.
Entre a sexta-feira e o domingo as condições para chuva aumentam no sul, sudoeste e leste da Bahia por causa da passagem de uma nova frente fria pelo litoral sul baiano.

Esta frente fria chega com menos força ao Nordeste e não vai conseguir trazer a chuva forte e volumosa como no fim de semana passado.


Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial