Quixaba -PE

Quixaba -PE
  • title
  • Title
  • Title

.

.

La Niña ganha força e chuvas podem ocorrer até o final do ano no Sertão

Carnaiba-PE
A possibilidade de ocorrer o fenômeno climático La Niña é de 55% a 60% até o final deste ano, segundo informações da Agência Pernambucana de Água e Clima (Apac). Geralmente, a La Niña provoca o efeito contrário ao El Niño: chuvas no Nordeste e estiagem no Sul e Sudeste. “Depois de cinco anos de seca, a expectativa, até agora, é de que tenhamos um inverno normal ou melhor do que o normal, o que é muito bom para o setor”, diz o presidente da Federação da Agricultura no Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra.
O El Niño é o aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical e tem esse nome porque acontece geralmente próximo ao Natal no litoral do Peru. Como consequência do El Niño, o Nordeste sofre com a estiagem e ocorrem chuvas no Sul e Sudeste.
Já o La Niña é o esfriamento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical. Os dois fenômenos interferem no regime de ventos e chuvas nas regiões tropicais. “Há uma relação entre a existência dos El Niños com a La Niña. Sabemos que vários fatores podem interferir e vamos esperar para ver se esse inverno bom se concretiza”, comenta Pio Guerra.
“A notícia boa é que não teremos mais um El Niño. Quando esse último é forte, temos certeza de seca. Já no La Niña ocorre uma interferência da temperatura do Oceano Atlântico que reflete na intensidade do fenômeno”, explica a meteorologista da Apac, Aparecida Fernandes. Ela acrescenta que quando a La Niña é fraca, não há alteração no comportamento das chuvas.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial