Quixaba -PE

Quixaba -PE
  • title
  • Title
  • Title

.

.

Herança maldita, abandono, seca e descaso em Calumbi

Por Magno Martins
Calumbi é o retrato do abandono no Sertão pernambucano. Nos oito anos em que ficou no comando do município, o prefeito Erivaldo Silva, o Joelson (PSB), implantou a política da terra arrasada. No centro da cidade, a Secretaria de Infraestrutura reproduz bem esse quadro. Ali, a frota da rede municipal virou uma verdadeira sucata, com ônibus, carros e ambulâncias abandonadas.
Nem ônibus a Prefeitura está pagando para transportar os estudantes da zona rural, que agora andam a pé ou em burrico para chegar à sala de aula. Os que cursam faculdades em Serra Talhada e que dependiam de transporte público agora têm que custear suas próprias conduções para o deslocamento.
O prefeito mora em Serra Talhada e só aparece na cidade uma vez perdida. Segundo vereador mais votado do município, com 543 votos, aliado da prefeita eleita, Valdemar Viana, do PDT, revela que a derrota da candidata do prefeito foi consequência não apenas dos ventos de mudança exigidos pela população, mas, sobretudo, pelo enorme desgaste da atual gestão municipal.
“Apostamos tudo em Sandra, mas tenho pena dela, que receberá uma massa falida”, diz o parlamentar, para quem nunca houve igual descaso no trato com a máquina pública. “Nem os servidores o prefeito paga em dia. Quem precisar de médico ou de um atendimento no hospital aqui está frito”, afirma o vereador. Para ele, o primeiro grande desafio da prefeita eleita será colocar em ordem as finanças do município.
Sandra reconhece que está diante de uma missão quase que impossível, mas ressalta que fará tudo que estiver alcance porque a população apostou fortemente nas suas propostas. “Fiquei muito feliz com a confiança depositada em mim, mas estou mais feliz ainda porque o povo daqui voltou a sonhar”, afirmou.
HISTÓRIA
As terras onde se localiza hoje o município de Calumbi pertenciam à família Barbosa, que foram os primeiros povoadores. Ali edificaram uma igreja devotada a Nossa Senhora da Conceição, onde é celebrada sua festa desde 8 de dezembro de 1877. O povoado foi inicialmente chamado de São Serafim e pertencia à comarca de Flores.
Pelo decreto-lei nº 92, de 31 de Março de 1938, o distrito de São Serafim passou a denominar-se Calumbi, em virtude da grande quantidade da planta arbustiva de mesmo nome. Foi elevado à categoria de município pela lei estadual nº 4938 de 20 de dezembro de 1963. O primeiro prefeito foi nomeado pelo governador Miguel Arraes de Alencar, através do Ato nº 1.028 de 21 de fevereiro de 1964. A posse de Manoel Belarmino de Souza, o Dunga, ocorreu em 1º de abril de 1964.
A atividade econômica predominante é a agricultura, com lavouras temporárias de algodão herbáceo, feijão, mandioca e milho, além de algodão herbáceo e banana. A pecuária também compõe a economia local (aves, gado bovino, caprino, ovino e suíno). Possui também um grande número de dependentes de programas de ajuda governamental, como o Bolsa Família. Levantamentos oficiais apontam que mais da metade da população está envolvida de uma forma ou de outra nos programas sociais. 

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial