Quixaba -PE

Quixaba -PE
  • title
  • Title
  • Title

.

.

Chuvas deverão ficar dentro da normalidade nos próximos três meses no Sertão de Pernambuco



A Reunião de Análise e Previsão Climática ocorreu no INPE/CPTEC em Cachoeira Paulista e simultaneamente, através de vídeo conferência para todos os estados do Brasil. Na reunião foram analisadas as condições da pluviometria ocorrida nos meses anteriores e os campos globais dos oceanos e da atmosfera do mês de agosto e incluindo a primeira quinzena de setembro de 2016, bem como os resultados de modelos numéricos de previsão climática para o trimestre de outubro a dezembro de 2016. De acordo com a configuração da atmosfera e oceano, a previsão é que as chuvas acumuladas no próximo trimestre deverão ficar próximo da média para todas as mesorregiões do estado de Pernambuco.
Os próximos três meses representam o trimestre com menor climatologia para as regiões da RMR, Mata e Agreste. Já no Sertão, em dezembro inicia a pré-estação chuvosa, onde podem ocorrer pancadas de chuvas isoladas. Os acumulados médios para o trimestre são de 144,7 mm para a RMR; 91,3 mm para a Zona da Mata; 63,2 mm para o Agreste e de 82,7 mm no Sertão.
O resfriamento no oceano Pacífico Equatorial permaneceu no decorrer do mês agosto, com anomalias negativas de Temperatura da Superfície do Mar (TSM) entre -0.5°C a -1.5°C, isto indicou uma situação de neutralidade e o final do fenômeno El Niño Oscilação Sul (ENOS). Os modelos numéricos mostram 55% de probabilidade de ocorrência do La Niña até o final de 2016, porém com fraca intensidade, nesse caso as temperaturas do oceano Atlântico é o responsável pela qualidade da estação chuvosa.
A previsão para o trimestre OND de 2016 é que as chuvas ficarão dentro da faixa normal, sendo esse um dos períodos com menor acumulado de chuva no estado. As temperaturas tendem a permanecer elevadas, com alguns dias com umidade relativa do ar abaixo de 20% no Sertão durante o mês de outubro, enquanto que o mês de dezembro já começa a pré-estação chuvosa do Sertão. A APAC emite avisos meteorológicos de baixa umidade do ar neste período, em função dos problemas causados para a saúde, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Portanto, recomendase o acompanhamento diário das previsões do tempo realizadas pela APAC e as emissões de Avisos de Baixa Umidade do Ar para o estado.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial