Quixaba -PE

Quixaba -PE
  • title
  • Title
  • Title

.

.

Assaltos, furtos e mortes em ST provocam reunião entre Duque, Polícia Civil e 14º BPM

ASCOM:
O avanço da criminalidade em Serra Talhada provocou uma reunião entre o prefeito Luciano Duque, o delegado regional, Olegário Filho, o comandante do 14º BPM, Tibério César, e o comandante da Guarda Civil Municipal, Givaldo Sousa, nessa terça-feira (3). O encontro ocorreu na sala de reuniões da prefeitura e resultou num acordo de cooperação, que deve contar também com o apoio do Governo do Estado, já que as autoridades se comprometeram em acionar a gestão Paulo Câmara para reforçar a segurança na cidade.
Luciano Duque disse que iria fazer uma cobrança formal ao chefe estadual pedindo mais atenção e prioridade ao município. Outra iniciativa da gestão será disponibilizar uma equipe permanente da Guarda Municipal no bairro Vila Bela.
“O olhar para segurança aqui tem que ser diferente; vamos ao Governo do Estado… um pedido do município terá peso. Quando a gente começa a cobrar cedo, vai para o planejamento, e se a gente não cobrar, nem para isso vai. Fomos subsidiados de informações por Olegário nosso Delegado e Tibério, nosso comandante e, vamos protocolar este pedido ainda esta semana. Eu não estou pensando no problema de hoje, e sim, no de amanhã; e tenho certeza que na primeira oportunidade seremos atendidos. Nosso desejo é instalar logo logo uma patrulha da Guarda Municipal no Bairro Vila Bela… já estamos providenciando outra viatura”, garantiu o prefeito.
Tibério César avaliou positivamente a iniciativa. “A iniciativa do prefeito é muito importante, vamos juntar forças e intensificar ainda mais o trabalho contra o crime. Precisamos nos planejar para fazer essa intervenção, em parceria com a prefeitura na questão dessa nova turma de efetivos que vai está entrando, possivelmente, neste concurso que está em andamento”. Já o delegado Olegário colocou como prioridade a instalação da Delegacia da Mulher, pedindo a intervenção do prefeito no destravamento do serviço, já implantando em Afogados da Ingazeira e Salgueiro.
“Um incremente de uma Delegacia da Mulher é de tal importância, tanto para a mulher, como para própria delegacia municipal, que vai desafogar demais, e nossa concentração vai ser bem maior. A Lei Maria da Penha é muito rígida e com muita força, inclusive social. Então, têm prazos que nos obriga a dar prioridade”, enfatizou.

Comentários

Obrigado!
Sua mensagem será avaliada.

Anterior Proxima Página inicial