Tucanos proibiram a vinda de R$ 300 milhões para combater efeitos da seca na Paraíba

O secretário de Infraestrutura, Ciência, Tecnologia e Recursos Hídricos da Paraíba, João Azevedo, acusou o PSDB no Senado de ter sido responsável, ao lado do PPS, pela exclusão ontem de recursos na ordem de R$ 1.2 bilhão para o Ministério da Integração, cujo montante destinaria R$ 300 milhões à Paraíba para resolver a gravidade dos efeitos da estiagem.
– Fomos informados pelo Ministério da Integração nesta quinta-feira que já estavam reservados recursos na ordem de R$ 300 milhões para obras e serviços emergenciais diante da gravidade da seca, entretanto, tudo foi desfeito diante da decisão do PSDB e PPS, ontem, de impedir a aprovação no Congresso Nacional – explicou.

João Azevedo disse ainda que “vivendo um dos momentos de estiagem mais crucial dos últimos tempos, fazendo o governador Ricardo Coutinho ter que bater às portas dos Ministérios, sobretudo da Integração, para atenuar e resolver os problemas hídricos do Estado eis que acabamos de ser informados desta perda de recursos por conta do PSDB do senador Cássio Cunha Lima”.
Para ele, “a Paraíba precisa conhecer a verdade dos partidos que, nos veículos de comunicação dizem uma coisa mas na prática agem de forma impiedosa contra nossos irmãos nordestinos e em especial da Paraíba”.
Anterior Proxima Página inicial