.

.

.

.

.

.

Câmara de Vereadores de Afogados nega tramitação de “kit gay” municipal

 Povo Afogadense,
Circulam informações nas redes sociais sobre uma possível discussão sobre Kit Gay na câmara municipal. A respeito de tais informações quero esclarecer:
1 – Nunca chegou nenhum projeto na câmara de vereadores que tratasse deste assunto.
2 – A câmara desconhece qualquer material relacionado a este assunto Kit Gay. Nunca tivemos acesso a tal conteúdo.
3 – Discutimos o Projeto de Lei sobre o plano de Educação para o município e houveram dúvidas interpretativas dos vereadores quanto ao uso da palavra gênero. Como a casa é democrática, a ampla maioria dos parlamentares decidiu retirar a palavra do plano para que não pudessem restar dúvidas.
4 – O governo municipal aceitou de pronto o projeto e sancionou de acordo com o que foi discutido e votado na casa.
5 – A Secretaria Municipal de Educação realizou consulta pública no cineteatro São José e contou com as presenças do Prefeito José Patriota, da coordenadora da Gerência Regional de Educação, Cecília Patriota, vereadores, Ministério Público, Conselhos de Educação, Associação de professores, IFPE, AEDAI, dentre outras instituições.
6 – A câmara é a casa do povo e estará sempre aberta para discutir qualquer projeto de interesse popular, respeitando a democracia e principalmente sabendo conviver com o contraditório.
7 – Em tempos de acirramento eleitoral não devemos e não podemos perder o senso racional. Verificar as informações que são postadas e informadas ao público é dever e obrigação de qualquer cidadão que respeita a democracia e que tem compromisso com a verdade.
Atenciosamente,
Igor Mariano
Presidente do Poder Legislativo

Encerramento da 48ª Festa dos Romeiros, em Solidão, atrai multidão ao Santuário de Lourdes

 Como já era de se esperar, uma multidão de fieis e devotos de Nossa Senhora de Lourdes estiveram participando neste domingo (21) do encerramento da 48ª Festa dos Romeiros de Solidão. Quem esteve presidindo a Santa Missa de encerramento foi o padre Jorge Dias da Paróquia de São Judas Tadeu, em São José do Egito. Ele aproveitou para pedir para que todos rezem pela saúde de Pe. Genildo Herculano, pároco de Solidão, que se encontra em tratamento na capital pernambucana.
 Como acontece durante as romarias realizadas ao Santuário, as caravanas são recepcionadas no portal da entrada da cidade de onde seguem em procissão até a Gruta, onde acontece a Santa Missa. As informações e fotos são do Afogados Online.

Haddad projeta “virada” na eleição e diz que vencerá eleição

 O candidato do campo democrático à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), disse, durante um ato de campanha em Fortaleza (CE), que uma vitória sobre o candidato de extrema direita, Jair Bolsonaro (PSL), terá “um gosto especial, (…) porque não é ganhar de um cara razoável. É ganhar de um trambiqueiro, é ganhar de um cara destrambelhado”.

A afirmação vem na esteira das denúncias de que empresários estariam bancando campanhas milionárias para disparos massivos de mensagens em aplicativos nas redes sociais contra ele e o PT, o que é vedado pela legislação eleitoral além de configurar crime de caixa 2.

Presidente do PSL diz que Adélio agiu em nome do PCC e que acusações contra Bolsonaro são ‘frágeis’

 O presidente do PSL, Gustavo Bebianno, afirmou em entrevista coletiva na noite de sexta-feira (19) que teve acesso ao relatório produzido pela Polícia Federal acerca do atentado contra Jair Bolsonaro. Segundo ele, há a indicação, no inquérito, o segundo produzido pela PF, de que o agressor Adélio Bispo de Oliveira teria agido em nome do PCC, organização criminosa de São Paulo. Questionado sobre os supostos interesses da facção em esfaquear o candidato, Bebianno citou as propostas da campanha na área de segurança pública.
“Interesse de que o Brasil não se organize, que as polícias não se fortifiquem, que o país continue adotando políticas frouxas de segurança. O Brasil vem sendo governado por líderes fracos e corruptos, por isso nossa situação é essa, a vida humana não vale nada. São 65 mil homicídios por ano. Jair Bolsonaro é o único que efetivamente tem vontade de confrontar e resolver esse problema”, afirmou.
Sugeriu, por fim, que a imprensa “investigue o caso mais a fundo para chegar à verdade que está por trás”.
O presidente da sigla ainda falou sobre as denúncias feitas em reportagem da Folha de S. Paulo sobre supostas doações ilegais à campanha do candidato. Segundo ele, as acusações são “frágeis” e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve ser rápido em esclarecer o assunto.
Fonte: Jovem Pan

Pra Variar: Marina Elali - A Letra I, com participação do avô carnaibano Zé Dantas

Estudantes de Enfermagem do Rui Barbosa de Afogados promove torneio de futebol no sitio Leitão, de Carnaiba

Apoio
 Um grupo de estudantes de enfermagem do Colégio Rui Barbosa, de Afogados da Ingazeira, promoveram durante toda a tarde deste domingo 21, um torneio de futebol de campo na comunidade rural do sitio Leitão, em Carnaíba com a participação de 16 equipes.

O objetivo do Torneio foi arrecadar fundos para a formação do curso de enfermagem do grupo que terá ciclo de encerramento no final do ano.

Público de diversas comunidades como Itã, Cabelo, Góes, Matinha, Riacho do Peixe, Roça de Dentro, e das cidades de Carnaíba e Afogados da Ingazeira estiveram presente.

O Torneio teve o apoio do Presidente da Câmara de Carnaíba Neudo da Itã, do Blog do Cauê Rodrigues, comerciantes e comunidade.


Acidente de trânsito mata jovem na PE 365 entre Serra Talhada e Triunfo

 Um grave acidente ocorrido na PE-365, estrada que liga Serra ao município de Triunfo, na noite dessa sexta-feira (19) matou um jovem de 20 anos. A vítima fatal foi identificada como Wesley Alves.
Ele trafegava de moto junto com Mikael Alves de Lima, que está internado no Hospam. A unidade médica não divulgou o estado de saúde dele.
Corpo de Bombeiros disse que foi acionado por volta das 00h deste sábado (20). A moto em que eles estavam colidiu com um carro.
Os ocupantes do veículo não tiveram ferimentos.
Chegando no local do acidente, próximo à Fazenda Nova, as equipe dos Bombeiros tiveram que conter um princípio de confusão com pessoas que queriam tocar fogo no carro, em revolta pela morte do rapaz.
Wesley Alves teria passado recentemente no concurso público para a Polícia Militar de Pernambuco e era querido por todos. Um inquérito deve ser aberto na Delegacia de Polícia Civil para apurar o caso.
Fonte: Farol de Notícias

Sim, Tenho Chorado! Quem amo, apoia a Tortura e a Morte!



Por Tárcio Teixeira

O que mais aprendi com minha família e amigos foi a amar, aprendi no exercício prático e com palavras. Hoje vejo quem amo apoiando a tortura e a morte. Sim, faz isso ao defender quem defende a tortura e morte de quem pensa ou vive diferente, ao defender quem tem Ustra – torturador que espancava, torturava e colocava ratos nas vaginas de mulheres e crianças – como ídolo, acaba dando um cheque em branco para que essa seja prática cotidiana.

Ainda no primeiro turno um homem, de dentro do seu carrão, lá no sinal do Shopping Lagoa, virou para mim fazendo “dedinho de arma” e dizendo “você já era”. No segundo turno já são três assassinatos (Salvador, São Paulo e Sergipe) praticados por apoiadores de Bolsonaro e “anunciando” Bolsonaro na hora do crime. Ele mandou? não, mas suas declarações instigam o ódio e diz da sua prática caso ganhasse as eleições para Presidente.

Podem dizer tudo dessas eleições em tempo de Fake News, menos negar as declarações de Bolsonaro defendendo a tortura e a morte. Quem vota nele, ao menos os que possuem total acesso a informação, sabe dessa postura e defesa.
Não vou falar de propostas. Não vou falar de corrupção. Não vou fazer denúncias. Aqui vou apenas falar que não querer esse ódio (tortura e morte) na presidência já é motivo mais que pleno para que as pessoas não votem em Bolsonaro. Isso seria afunda o Brasil, em muitas vezes mais, na violência e no ódio. O que ocorre no processo eleitoral é apenas o começo.

Se seu Deus defende tortura e morte de quem pensa diferente de você, vá para o inferno com ele, não adianta um novo pedido de perdão, o perdão de um pecado anunciado, pois não é possível ter apenas um pedacinho de Bolsonaro. Seu coração (ou sua cabeça) pode até tentar enganar você, ou você tentar enganar as pessoas perto de você, mas votar no Bolsonaro é também votar na Tortura e na Morte.
Estou em campanha pelo Brasil e pela vida de muit@s, mas também por minha vida.
Sou Tárcio Teixeira. Sou Militante Socialista. Sou Nordestino. Amo as Diferenças. Não Sou Rico. Sou uma Potencial Vítima dos Antigos e dos Novos Ustra.
Amo a Vida e a Democracia, lutarei por elas, nas ruas e nas urnas, não pretendo ir para clandestinidade, mas se preciso, lutarei por lá também.

Pessoal de Bolsonaro ameaçou matar o tribuno Vital do Rego

 Por Tião Lucena
A fama de sanguinário que acompanha o deputado Jair Bolsonaro não começou agora na campanha política. Vem de longe. E um paraibano em particular sentiu na pele o perigo. O nome dele? Antonio Vital do Rego, o tribuno de saudosa memória.
Vital era deputado federal e, em razão da sua coragem e profundo saber jurídico, foi escolhido para ser o corregedor da Câmara dos Deputados.
Foi nesta condição que assistiu o hoje candidato a presidente pregar o fechamento do Congresso Nacional. Vital, no estrito cumprimento do dever, abriu um processo que poderia resultar na cassação do mandato do infrator.
A folha de São Paulo, na sua edição de 27 de julho de 1993, noticiou que Vital do Rego em razão das investigações, passou a receber ameaças veladas de morte.
Vital do Rego contou à Folha que no início de julho de 93 recebeu uma carta anônima que afirmava que Bolsonaro tem “proteção competente e organizada”. Segundo o saudoso tribuno, a carta fazia uma referência indireta ao deputado cassado Jabes Rabelo, que teria perdido o mandato por ser indefeso. Um telefonema anônimo repetiu o teor da carta.
Como se vê, as armas da ameaça de morte não chegaram agora às mãos do presidenciável. Naquele tempo ele as usava. E como! Finado Vital do Rego que o diga.

Número de acidentes com vítimas cai 18% até agosto, comparado a 2017

 O ano de 2018 caminha para fechar com estatísticas favoráveis aos motoristas brasileiros. O número de acidentes de trânsito com vítimas caiu 18% nos oito primeiros meses do ano na comparação com o mesmo período de 2017. Os dados são da Seguradora Líder, que opera o Seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre).
De janeiro a agosto, conforme os dados mais recentes disponíveis, o total de indenizações pagas por acidentes somaram 216.023, contra 263.841 registrados no mesmo período do ano passado. Segundo as estatísticas, não apenas caiu o total de acidentes como os casos, na média, tornaram-se menos graves neste ano.
O número de indenizações por morte caiu 6%, de 27.582 para 26.032. A maior queda ocorreu nos reembolsos por invalidez permanente, que recuou 25%, de 197.396 para 147.363. O total de compensações de despesas médicas na rede privada, indicador que reflete ferimentos e lesões temporárias, foi a única modalidade a registrar alta, tendo subido 8%, de 38.863 para 42.028.
Regiões
O total de acidentes caiu em todas as regiões. A principal queda foi registrada no Sul, com 26,8% menos ocorrências nos oito primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2017. Em seguida, vêm o Nordeste, com retração de 22,1%. O recuo chegou a 16,2% no Sudeste; 6,2% no Centro-Oeste e 4,8% no Norte.
Os casos de morte no trânsito, no entanto, tiveram pequenas altas no Centro-Oeste (0,68%) e no Norte (0,21%). No Centro-Oeste, o aumento foi puxado pelo Mato Grosso, onde o pagamento de indenizações por morte saltou 13,25%. No Norte, Roraima, Amazonas e Pará registraram mais casos de morte, com altas de 45,8%, 3,6% e 3,56%, respectivamente.
A Seguradora Líder, no entanto, esclarece que, em alguns casos, as altas podem refletir acidentes de anos anteriores cujas indenizações ainda não haviam sido requeridas porque a vítima tem até três anos para entrar com o pedido. (Fonte: Agência Brasil)

Evento pró-Haddad arrasta grande público em Petrolina e Juazeiro

 Se por um lado a Jornada Patriótica, Pró- Bolsonaro, movimentou muita gente, do outro lado não foi diferente. Movimentos Populares de todo o Semiárido também se movimentaram em um grande ato.
Eles denominaram ato político e cultural para defender a democracia e o povo brasileiro. Foi uma grande manifestação de apoio ao candidato do Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad.
O encontro começou em Petrolina – PE, na concha acústica e de lá arrastou a multidão até Juazeiro – BA onde todos se encontraram. É a reta final da campanha que pega fogo.


Um soldado e um cabo fecham o STF, diz filho Bolsonaro

 Jornal do Brasil 
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), fez uma ameaça ao Supremo Tribunal Federal durante palestra antes da realização do primeiro turno das eleições. O parlamentar disse que se a Corte impugnar a candidatura do pai "terá que pagar para ver o que acontece".
A declaração de Eduardo Bolsonaro foi em resposta a uma indagação de uma pessoa da plateia sobre o que o Exército deveria fazer se a candidatura de Jair Bolsonaro fosse impugnada.
"Será que eles vão ter essa força mesmo?", indagou Eduardo Bolsonaro, que se tornou o deputado federal mais votado da história, com 1.843.775 votos. "O pessoal até brinca lá. Se quiser fechar o STF você não manda nem um Jipe, manda um soldado e um cabo", completou o parlamentar.
“Tira o poder da caneta de um ministro do STF, o que que ele é na rua? Se você prender um ministro do STF, você acha que vai ter uma manifestação popular em favor dos ministros do STF? Milhões na rua ‘solta o Gilmar, solta o Gilmar’ (referência ao ministro do STF Gilmar Mendes), com todo o respeito que tenho pelo ministro Gilmar Mendes, que goza de imensa credibilidade junto aos senhores”, ironizou Bolsonaro.

1ª Copa Regional de Futebol de Mini Campo AABB inicia neste domingo 21 em Afogados da Ingazeira

 Inicia-se neste domingo 21, a 1ª Copa Regional Cerâmica Tabira de Futebol de Mini Campo -AABB Troféu Nildo da Itã na Associação Atlética do Banco do Brasil -AABB, na cidade de Afogados da Ingazeira.
A abertura acontece às 08h15 da manhã com a primeira partida da competição entre as equipes AABB X Sport de Iguaracy. Na sequencia jogam o Estrela X Ferroviário.
Fazem parte da competição, um total de 14 clubes de futebol de Afogados da Ingazeira e região. O evento esportivo que tem a coordenação da Associação Afogadense de Futebol se estende até o dia 27 de Janeiro de 2017.

 Participam os times; União Florense (Flores), Náutico (Santo Antônio), Ferroviário (São Francisco) Estrela (Afogados), Sport (Iguaracy), AABB (Afogados), Cruzeiro de Brotas (Afogados), Social Cauê Rodrigues (Afogados), Arsenal (Carnauba), Galo de Ouro (Monte Alegre), Sempre Vencedor (Afogados), Reall Sociedade (Tabira), Grêmio do Sertãozinho (Afogados) e Havai (Afogados).
A abertura neste domingo terá a cobertura da Rádio Afogados FM e como atração se apresentam os irmãos carnaibanos Fábio Rodrigues & Léo com participação de Sales do Acordeon.

Câmara de Carnaíba aprova Moção de Aplauso ao Dia do Médico

 Os vereadores de Carnaíba, aprovaram em Sessão Ordinária da Câmara, nesta sexta feira 19, a Moção de Aplauso à todos os médicos pelo Dia do Médico, que foi comemorado na ultima quinta feira 18.

O autor da preposição foi o vereador Cícero Batista de Lima que teve o pedido subscrito pelo Presidente Neudo da Itã e pelos vereadores Antônio Chico e Everaldo Patriota. A moção foi aprovada por unanimidade.


Totonho Valadares suplantado pelo "fogo amigo" em Afogados

 Correligionários do ex-prefeito de Afogados da Ingazeira, Antonio Valadares (PSDB) deram o pontapé inicial para as eleições municipais de 2020. Pelo menos, convites para a formação do grupo prol Valadares é o que não falta. Já tem gente correndo trecho, embasado no adágio popular de que quem é cocho tem que sair na frente.

 Também pudera, o desempenho de Antonio  foi pífio agora em 18. Não há dúvidas de que ao longo da caminhada, Totonhistas encontrarão barreiras, isso porque muitas pessoas que foram beneficiadas por Antonio, estão sendo correspondidas da mesma forma pela gestão do prefeito Zé Coimbra (PSB). A falta de posição de Totonho também é outro fator que o deixará em maus lençóis. Se vier a tomar uma posição tarde demais, a população não confiará no seu projeto.

O vice-prefeito Alessandro Palmeira (REDE) ainda não formou seu time, ou melhor, não conta no momento sequer com o apoio de um vereador governista. Resta tempo, mas já é hora de o mesmo construir seu grupo e sair um pouco da sombra de José Patriota. Palmeira tem sido comedido nesse contexto, o que pode lhe custar caro. Ainda assim, é um nome forte e com condições reais de suplantar qualquer adversário nas urnas. Tudo vai depender de sua postura e principalmente do fator atitude.

Sem grupo, Valadares tenta atrair lideranças dentro da própria Frente Popular, onde suas bases foram minadas pelo fogo amigo. “Quem quiser cair no conto que caia, mas esse filme eu já assisti, acabou mesmo em barganha”, disse um ex-totonhista, hoje membro da oposição.
Coluna de Itamar França

Deputado Henrique Queiroz se decepciona com pouca votação em Quixaba

 O deputado estadual Henrique Queiroz (PR) teve uma decepção daquelas com os resultados das urnas. É que em 2014, com o apoio de dois vereadores, o republicano obteve para a Alepe 731 votos. Em 2018, com o apoio do médico Jailson Paixão (PSB) que disputou a prefeitura em 2016, o apoio do ex-candidato a vice Ciço Grande (PSL), o apoio dos vereadores Neudiran Rodrigues (PDT) e Helenildo (PR), ainda suplentes e lideranças comunitárias, Henrique obteve pífios 379 votos. Diante da proporção de apoios, o deputado teve uma queda vertiginosa nos dividendos, quando deveria ter ampliado os números. Não se sabe o que faltou: a estrutura de campanha, ou a pouca dedicação e empenho do grupo.
Enquanto isso, os deputados, estadual Alberto Feitosa (PR) e Sebastião Oliveira (PR) foram majoritários em Quixaba. O prefeito Tião de Gaudêncio (PR) deu até mais votos ao Major da PM, do que mesmo Zé Pretinho, comparado os resultados com as eleições de 2014, quando Feitosa teve 1.256 votos. Agora em 2018,  com o apoio de Gaudêncio, o militar somou nas urnas 1.624 votos. Já Sebastião Oliveira marcou 2.123 votos e em 2018 teve pouco mais de 2 mil votos. Nos últimos eventos marcados no município, o republicano esteve ausente, mas se justificou sua falta as lideranças locais.

Secretaria de Saúde de Flores realiza ações do Outubro Rosa

 A Prefeitura Municipal de Flores através da Secretaria de Saúde do Município, vem desenvolvendo neste mês de outubro, ações voltadas para os cuidados com a saúde da mulher.

As ações fazem parte do Outubro Rosa, campanha que tem por objetivo a prevenção do câncer de mama e a conscientização sobre o assunto no tocante à saúde da mulher, através da promoção de uma campanha integrada para a conscientização da população para os riscos do câncer de mama e da importância da prevenção através do autoexame, realização de mamografia e o cultivo de hábitos alimentares saudáveis.

“Durante todo o mês, os serviços de saúde são mobilizados, com ações e palestras relativas à prevenção do câncer de mama”, explicou a Secretaria de Saúde, Joselma Cordeiro.

 
A atenção à saúde das mulheres Florenses, têm envolvido toda a rede de atenção básica, em todas as Unidades de Saúde da Família (USF’s), onde estão acontecendo palestras, realização de testes rápidos, glicemia, aferição da pressão arterial, atualização da caderneta de saúde, sorteio de brindes e café da manhã. O Governo Municipal de Flores tem intensificado atividades relacionadas à população feminina da cidade, principalmente na área de saúde, e em consonância com todo o país, a gestão aderiu de forma intensa ao Outubro Rosa.

Feliz Aniversário para Gustavo Edmundo, o herdeiro de Faniquita, em Carnaína


 As felicitações deste sábado 20, são dedicadas ao jovem Carnaibano Gustavo Edmundo Belarmino da Silva, morador do Bairro da Caixa Dágua, em Carnaíba, completando seus 17 anos.

Filho do Conselheiro Tutelar e Suplente de vereador Faniquita e Gilvânia, Gustavo recebe os parabéns dos pais e irmãos Paulo e Carol. Em 2017, o estudante fez intercâmbio na Espanha.

Gustavo;
Chegou o grande dia de comemorar mais um ano da sua vida. Este é um momento de agradecer por mais um ano e fazer planos para o próximo.

Olhe para trás e veja tudo que conquistou até aqui. Temos certeza que uma pessoa especial como você tem mil motivos para se orgulhar. 

Agradeça por toda a beleza que você tem nos seus dias e por cada uma das suas conquistas. Trace novos planos e corra atrás dos seus sonhos neste seu novo ano.

Desejamos, do fundo do meu coração, que hoje seja o início de mais um grande momento de vida, repleto de sucesso e alegrias. 

Que você possa aproveitar muito esta celebração e que seja um marco para o início de um novo ciclo de felicidades.

Tenha um aniversário maravilhoso e seja feliz hoje e sempre! Parabéns!

Do seus pais e irmãos.


Voos de filho de Bolsonaro para treinos de tiro foram pagos pela Câmara

 O deputado federal reeleito em São Paulo, Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), teria utilizado verba da cota parlamentar para treinos de tiro em Santa Catarina.
Em um vídeo publicado no dia 28 de agosto de 2016 em seu canal no YouTube, com o título "Sessão de desestresse ontem no Clube e Escola de Tiro 38", o deputao aparece numa sessão de tiros num clube privado em Florianópolis. A data com uma passagem comprada no dia 27 do mesmo mês saindo do Rio de Janeiro para a capital catarinense.
A cota parlamentar é direito de todos os deputados federais e só pode ser usada quando há interesse público. De acordo com a legislação, "a cota é destinada a custear gastos exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar".
Portal da transparência mostra histórico de viagens e gastos no valor de R$ 224,5 mil em passagens aéreas
Eduardo Bolsonaro, deputado mais votado em São Paulo, fez viagens frequentes no início do mandato, em 2015, para o litoral de Florianópolis, onde pratica o tiro esportivo, e também para o Rio Grande do Sul, onde Heloísa Wolf, sua namorada, estudava e morava.
Entre 2015 e 2016, o gabinete de Eduardo pediu reembolso de 21 passagens aéreas que tinham como origem ou destino Florianópolis ou Navegantes, uma cidade vizinha. Os dados são constatados no sistema de transparência da Câmara.
No mesmo período, há outros 13 pedidos de reembolso de passagens que tiveram origem ou destino Porto Alegre e Caxias do Sul.
O total de verba gasta com passagens relativas a capital catarinense é de R$ 21 mil. Já as passagens para o Rio Grande do Sul totalizam R$ 19 mil. Eduardo gastou R$ 411 mil da cota parlamentar em 12 meses, sendo R$ 224,5 mil para passagens aéreas.
Outras passagens coincidem com a ida do deputado a Oktoberfest, em Blumenau (SC), e outra com a comemoração do seu aniversário em Camboriú (SC) em um restaurante japonês.

Ministério Público recomenda exoneração de parentes em cargos comissionados na Prefeitura de Betânia

 Em combate ao nepotismo na administração pública, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito do município de Betânia, Mário Gomes da Silva Flor, que exonere, em 30 dias, todos os ocupantes de cargos comissionados, função de confiança ou função gratificada, que detenham relação de parentesco consanguíneo, em linha reta ou colateral, ou por afinidade até o terceiro grau com o prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, procurador-geral do município, chefe de Gabinete, ou qualquer outro servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento.
Por denúncia de uma comissão de vereadores municipais, o MPPE tomou ciência de que a Rubenice Correia da Silva, secretária-executiva da Secretaria de Assistência Social (cargo comissionado) é companheira do atual vice-prefeito Joseano Nascimento. Já Artur Leite de Caldas Neto, monitor de Educação em tempo semi-integral (cargo comissionado) é sobrinho de Luiz Gonzaga da Silva, assessor especial do Gabinete do prefeito. Tais situações configuram nepotismo, sendo vedado pela súmula vinculante nº 13 do Supremo Tribunal Federal.
O MPPE ainda adverte que o município precisa exigir como requisito para nomeação de cargos comissionados, função de confiança ou função gratificada, que o nomeado declare, por escrito e sob as penas da lei, não ser cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo ou afim até o terceiro grau do prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, procurador-geral do município, chefe de gabinete ou qualquer outro servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento.
A Prefeitura de Betânia ainda tem que se abster em novas nomeações de circunstâncias que caracterizem ajustes para burlar o nepotismo direto, como o nepotismo cruzado.
“O nepotismo é prática incompatível com o conjunto de normas éticas abraçadas pela sociedade brasileira e pela moralidade administrativa”, considerou a promotora de Justiça Camila Spinelli de Melo.

BOLSONARO É CORRUPTO, LOUCO, VINGATIVO E INSANO, DIZ EX-LÍDER DO PINK FLOYD

 Para Roger Waters, músico inglês e um dos fundadores da banda Pink Floyd, que está realizando uma turnê pelo Brasil, o candidato de extrema direita à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), "está na política brasileira há 30 anos e é totalmente corrupto! E é louco. Vingativo e insano".

"Há uma separação severa no mundo entre ricos e pobres, não só no Brasil, mas aqui é muito forte. Quando você anda por São Paulo, você vê casas bonitas e ricas cercadas por grades de metal, com guardas vigiando-as e centenas de câmeras. Dali a cem metros, você vê pessoas morando sobre papelão molhado, na sarjeta. Esses caras foram prejudicados, claro, mas não por Lula ou por Dilma, ou quem quer que seja. Eles foram prejudicados pelo neoliberalismo, pelo mercado livre mundial, que não regula as oportunidades para os indivíduos", disse Waters em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.
Waters, que foi vaiado ao exibir no telão do palco a #EleNão, disse que as imagens exibidas visam condenar o crescimento do neofascismo que vem ganhando espaço em nível mundial. Na última quarta-feira ((17), em Salvador, o telão mostrou imagens do mestre de capoeira Moa do Katendê, morto a facadas após uma discussão política com um apoiador da candidatura de Bolsonaro.
Para ele, as vaias recebidas durante o show em São Paulo merecem um agradecimento. "Eu digo "Obrigado, São Paulo", obrigado às pessoas que fizeram aquele barulho. Lamento que vocês estejam brigando uns contra os outros, discutindo coisas fundamentais sob a ótica de alguém como Bolsonaro. O que ele fala não deveria ser assunto para nenhuma argumentação em qualquer lugar do mundo. Mas é uma coisa real e assustadora", afirmou.
Sobre uma possível vitória de Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial, o músico destacou esperar que "os brasileiros não queiram que eu volte até que a democracia retorne ao país. A democracia pode ser retirada de modo tranquilo ou violento neste grande país. Espero que não aconteça como em 1964, para retornar 21 anos depois. É preciso lutar contra o fascismo e o totalitarismo de qualquer maneira. Se isso acontecer aqui, vou continuar meu ativismo, fazendo o possível para ajudar a reverter isso".

Vox Populi: Haddad cresce e vai a 47% e disputa presidencial está em aberto

 A diferença entre o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, e o candidato do PT, Fernando Haddad, está em 6 pontos percentuais. De acordo com pesquisa feita pelo instituto Vox Populi, Bolsonaro está com 53% dos votos válidos e Haddad com 47%. O levantamento foi feito na terça-feira e quarta-feira, antes, portanto, da publicação das denúncias envolvendo a prática de crime eleitoral da campanha de Bolsonaro, por meio do financiamento empresarial da distribuição em massa de fake news via listas de WhatsApp.
No voto estimulado, Haddad lidera na região Nordeste, vencendo Bolsonaro por 57% a 27%. Nas demais regiões, o presidenciável do PSL lidera, alcançando 21 pontos percentuais de vantagem sobre o adversário nas regiões Sudeste e Sul.
Em termos absolutos, Bolsonaro aparece com 44% e Haddad com 39%. Brancos e nulos somam 12% e outros 5% disseram não saber. A pesquisa foi contratada pela CUT e contou com 2 mil entrevistas aplicadas em 120 municípios. A margem de erro é de 2,2%, estimada em um intervalo desconfiança de 95%. A sondagem foi registrada no TSE com o número BR-08732/2018.

Bolsonaro pode ser punido se foi beneficiado

 Joelmir Tavares- Folha de S.Paulo
Um candidato pode ser responsabilizado caso se beneficie de apoio ilegal de empresários, disseram especialistas em direito eleitoral ouvidos pela Folha sobre o caso de entusiastas de Jair Bolsonaro (PSL) comprando pacotes de mensagens contra o PT.
A prática pode envolver ao menos três irregularidades: 1) são proibidas doações de pessoas jurídicas; 2) todo dinheiro gasto de alguma forma na campanha precisa ser declarado; 3) não é permitido usar listas de contatos compradas para espalhar conteúdos.
Se houver indício de que a chapa foi favorecida por abuso de poder econômico que promoveu desequilíbrio na disputa, titular da candidatura e vice podem ter que responder.
“Não consigo imaginar uma empresa doando recursos vultuosos para uma campanha sem avisar o candidato”, diz o doutor em direito e professor Renato Ribeiro de Almeida. “Uma vez beneficiado, ele também é responsável, no meu ponto de vista. Deveria ser, no mínimo, investigado.”
Bolsonaro disse nesta quinta (18) “não ter controle” sobre o tema. “Não tenho como saber e tomar providência”, afirmou ao site O Antagonista.
O candidato pode ser punido, porque uma ação do tipo “afeta diretamente o processo eleitoral e beneficia um dos lados”, acrescenta o advogado Luciano Santos, diretor do MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral).
“Isso vai ser apurado no processo, mas existe a figura do beneficiário consentido, que é alguém que está sendo favorecido e não toma providência para que a conduta ilícita seja interrompida”, afirma.
Se for comprovado, um caso como o que envolve Bolsonaro pode provocar a cassação do registro, caso haja decisão judicial durante a campanha; impedimento da diplomação, caso se eleja e seja responsabilizado após o pleito; ou a cassação do mandato, se já estiver exercendo o cargo.
Empresários e apoiadores que tenham bancado a divulgação de mensagens podem ser punidos com multa ou com outras medidas que a Justiça decidir aplicar.
A situação se agrava se o conteúdo espalhado for falso. As fake news aparecem na lei sob a nomenclatura de “fatos sabidamente inverídicos”. 
O termo foi incluído pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na resolução 23.551, que foi publicada em dezembro de 2017 e regulamenta a propaganda nestas eleições.
Por ser um assunto novo no âmbito dos tribunais eleitorais, falta clareza na definição e as situações estão sendo analisadas caso a caso.
A primeira decisão foi dada ainda na pré-campanha, a pedido da então presidenciável Marina Silva (Rede). Um magistrado do TSE atendeu a um pedido da defesa da ex-senadora e mandou excluir postagens no Facebook que a relacionavam à Operação Lava Jato.
“Nas redes sociais, a grande dificuldade é o WhatsApp”, diz Almeida. “Há uma dificuldade de saber de onde a mensagem vem, para quem foi entregue e o próprio aplicativo diz que não tem como saber, porque a comunicação é criptografada. Há aí um problema.”
Aqui vale o mesmo entendimento, na opinião dos especialistas, em relação à responsabilidade do candidato.
Se ficar provada participação ou conivência com a disseminação de notícias falsas que tenham promovido algum desequilíbrio de condições na disputa ou induzido o eleitor a erro, o político pode ter que responder também.
Em junho, o então presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luiz Fux, afirmou que a Justiça poderá eventualmente anular o resultado de uma eleição se ele for decorrência da difusão massiva de fake news.
O Código Eleitoral prevê também a anulação de uma votação se houver algum tipo de fraude ou interferência indevida do poder econômico.
O impulsionamento de conteúdos em redes sociais passou a ser permitido nas eleições deste ano e está sendo usado no Facebook e no Instagram. A regra é que o teor precisa ser identificado como propaganda eleitoral.
Não foram fixadas regras específicas para o WhatsApp.
“A princípio, o que não é proibido você pode fazer”, pondera a professora Marilda Silveira, especialista em direito eleitoral. “A lei é clara, por exemplo, em dizer que não pode comprar banco de dados.”
Ela, que também é advogada do partido Novo, diz que um caso como o que envolve Bolsonaro demandaria uma análise mais aprofundada.
“É preciso saber o que foi pago, de onde o dinheiro veio, quem é a pessoa que gastou, se foi feito para divulgação de informação, que tipo de banco de dados foi usado para isso”, segue Marilda.
Segundo a professora, a descoberta de que tenha havido uso de fake news pode ser um agravante, caso uma eventual investigação elucide os fatos.
“A desinformação é uma questão muito séria, que também gera perda de mandato. Se o eleitor conhece o fato errado, a manifestação dele na urna não é livre. Isso também é grave e pode ser punido.”
ENTENDA AS FAKE NEWS NO CONTEXTO ELEITORAL
O que são fake news?
Na definição estabelecida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), é a “divulgação de fatos sabidamente inverídicos”. O termo está na resolução da corte que regula a propaganda nesta eleição e foi divulgada em dezembro de 2017. Candidatos e eleitores que espalharem notícias falsas podem ser punidos.

Como a Justiça tem se comportado?
As denúncias são analisadas caso a caso, ou seja, depende de cada magistrado decidir se o conteúdo questionado tem comprovação real ou não.

Qual é a punição?
Candidato que espalhe fake news pode ser punidos com cassação do registro da candidatura ou impedimento de ser diplomado, caso se eleja. Se já estiver no cargo, pode ter o mandato cassado. Também pode ser implicado por calúnia, injúria ou difamação. Cidadãos podem ser obrigados a se retratar ou a pagar multa. A Justiça também pode mandar excluir o conteúdo considerado falso.

Um candidato pode fazer campanha usando o WhatsApp?
Sim, mas as regras previstas em lei precisam ser seguidas. O político pode divulgar propagandas e seus apoiadores podem repassar as mensagens, desde que isso não envolva pagamentos nem sejam usados meios tecnológicos para burlar o sistema do WhatsApp (com o uso deliberado de diferentes chips, por exemplo).

Quem pode receber os conteúdos?
A lei impede que o candidato compre listas de telefones com a intenção de disparar mensagens em massa. O político só pode usar contatos que tenham sido fornecidos pelos donos dos números e que façam parte de base de dados do partido ou do próprio candidato.

Um apoiador ou uma empresa pode pagar para enviar mensagens favoráveis a um candidato ou contrárias a um adversário?
A lei não normatiza esse tipo de propaganda nem esclarece como seria uma eventual prestação 
de contas. No caso de empresas, há ainda a proibição de que elas façam doações eleitorais. Em 2015, o STF (Supremo Tribunal Federal) proibiu contribuições de pessoas jurídicas. Desde então, apenas pessoas físicas podem doar dinheiro para campanhas.

O candidato pode ser punido se apoiadores seus praticarem propaganda indevida?
Segundo especialistas, sim. O candidato (ou a chapa, no caso de eleições majoritárias) pode ser responsabilizado.

O impulsionamento de conteúdo nas redes sociais é permitido pela legislação eleitoral?
Sim, no Facebook e no Instagram, mas o conteúdo precisa ser identificado como propaganda eleitoral. Os candidatos precisaram se registrar previamente nas duas plataformas.


Proxima